Vacina: ‘Município aguarda mais informações do Plano Estadual e já trabalha em seu próprio Plano’

0
56
Flávio Christensen, médico especializado em cirurgia geral e urologista e secretário municipal de Saúde. Foto: Arquivo

Afirmação é do secretário de Saúde e médico Flávio Christensen – que assumiu a pasta no início dessa semana. Ele adianta que o município tem se se preparando para as imunizações “com a compra de quatro refrigeradores para sua rede de frio, fazendo levantamento para a compra de seringas e agulhas”.

De acordo com o secretário, Santo Ângelo seguirá o Plano Nacional de Imunização do Covid: “conforme o Ministério de Saúde, com data prevista a partir de 20 de janeiro.”

Ainda, com relação aos estudos para a criação de um imunizante eficaz, Christensen destaca que há grande número de pesquisadores trabalhando na produção de vacinas, que estes, utilizam plataformas modernas e validadas, que têm conseguido aliar as pesquisas com as fases de testes.

“Acredito que a vacinação seja a melhor opção para mitigar a pandemia. Estamos no aguardo do Ministério da Saúde. Que seja gratuita e não obrigatória!”

Casos em Santo Ângelo

Somente em janeiro deste ano, Santo Ângelo já registrou mais de 196 casos da Covid-19 (média de 28 casos por dia). É a terceira maior desde o início dos registros, em abril de 2020.

Neste sentido, o secretário alerta para a possibilidade de aumento dos casos devido as festividades de fim de ano, “também devido à falta de conscientização da população quanto ao uso dos EPIs e medidas de distanciamento”, afirma.

Ainda, como ele lembra, em novembro do ano passado, quando ele atuava como diretor técnico do Hospital Santo Ângelo (HSA), município passou um período crítico, “com capacidade máxima na UTIs, unidades clínicas e o atendimento na unidade Covid UPA, mas foi suprida a demanda dentro dos protocolos de atendimentos propostos de uma estrutura física e recursos humanos disponíveis para o atendimento”, reforça.

Secretaria de Saúde 

Apesar da experiência de 28 anos na área médica, Christensen assume pela primeira vez a Secretaria Municipal de Saúde. No entanto, já define estratégias para a pasta, que tem sido a mais exigida, principalmente no último ano.

Entre elas está a qualificação da UPA; melhora no agendamento de consultas; descentralização da autorização de exames nas unidades de saúde; estratégias de enfrentamento a dengue; estreitar o relacionamento com as outras instituições de saúde e conscientizar quanto a importância da cobertura vacinal ampla no que tange todos as vacinas do calendário, bem como as campanhas de prevenção do câncer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here