75% da área do trigo já foi plantada no município

0
78

Estimativa média de produtividade inicial é de 40 sacas por hectare

A área de plantio de trigo foi ampliada em 15% em 2012, passando de 13,5 mil hectares no ano passado para 15,5 mil este ano.

O cultivo já está 75% concluído e a Emater aponta para uma estimativa inicial de produtividade média de 40 sacas por hectare, o que corresponde a 620 mil sacos.

O chefe da Emater, Álvaro Uggeri Rodrigues, justifica que o aumento da área se deve a boa produtividade alcançada em 2011 e principalmente as perdas nas culturas de milho e soja em 2012, o que leva os agricultores a plantar mais trigo a fim de recuperar os prejuízos.

O período de cultivo recomendado pelo Zoneamento Agrícola para Santo Ângelo é de 21 de maio a 10 de junho, porém, se as condições climáticas forem favoráveis, o plantio poderá ser concluído até o final da próxima semana.

Rodrigues afirma que caso a estimativa de colheita se confirmar, haverá a circulação de mais de R$ 15 milhões na economia local. “Temos convicção que se as condições climáticas ajudarem a média inicial de produtividade poderá ser superada, a exemplo do que aconteceu na safra passada que foi a maior da história, quando atingiu a média de 50 sacas por hectare”, diz.

O técnico agrícola da Emater, Diomar Formenton, destaca que para o bom desenvolvimento do trigo é preciso bastante luminosidade, temperatura entre 15°C e 20°C e as chuvas não podem ser excessivas. “A tecnologia usada pelos triticultores está avançando, principalmente no quesito potencial de produção das novas variedades. Eles investem em genética, cultivares, adubação e controle de pragas e doenças”, salienta Formenton.

Déficit hídrico é de 470 mm, em sete meses

Mesmo com a ocorrência de algumas chuvas nas semanas anteriores, a Emater afirma que a situação continua grave, pois a água praticamente acabou nas propriedades rurais. A maioria delas está sendo abastecida por poços artesianos que são, em primeiro lugar, para consumo das famílias.

Para o chefe da Emater, Álvaro Uggeri Rodrigues, a dúvida é, até quando esses reservatórios irão conseguir atender a grande demanda?

NÚMEROS

Levantamento dos dados de chuva, no período de novembro/2011 a maio/2012, realizado pela Emater, revela que o déficit hídrico nestes sete meses é de 470 mm.

Apesar de não serem oriundos de uma Estação Meteorológica, servem como uma referência média do quanto há necessidade de chuvas regulares e abundantes para a situação começar a recuperar.