7º Festival de Pratos Típicos do Milho evidencia receitas doces e salgadas

0
93

Quem esteve no auditório Iglenho Araújo Burtet, no Parque de Exposições Siegfried Ritter, na tarde de segunda-feira (29), pôde conferir saborosos pratos de doces e salgados no 7º Festival de Pratos Típicos do Milho. O evento foi uma realização da Emater/RS Ascar junto com grupos organizados de mulheres de 29 municípios das Missões e Grande Santa Rosa.

Na solenidade de abertura o prefeito Valdir Andres destacou a importância da cultura do milho na economia, assim como seu papel na alimentação humana e animal. Também disse que o homem do campo consegue produzir verdadeiras iguarias tendo o milho como componente na produção de alimentos.

Já a extensionista da Emater de Santo Ângelo, Medianeira Weyh, disse que o festival tem como objetivo valorizar a cultura e a gastronomia típica do meio rural, assim como incentivar o consumo saudável do milho. “Essa cultura alimentar é diversificada e sempre está presente no dia a dia do interior. O Festival possibilita a criatividade das produtoras, valorizando receitas tradicionais e cotidianas elaboradas pelas famílias atendidas pela extensão rural da Emater”, disse.

Medianeira explicou ainda que as 61 receitas de doces e salgados farão parte de um livro a ser publicado pela Emater/RS Ascar. “Vamos apresentar receitas de 26 pratos salgados e 35 doces, desde receitas mais comuns como polenta recheada até inovações como a empada e o cupcake de milho”, revela.

CERTIFICADOS

Nesta edição da Fenamilho não teve concurso de pratos à base de milho no festival. As mulheres que produziram as receitas apenas ganharam certificados de participação e algumas dela ganharam mimos simbólicos. A ideia foi manter a originalidade dos pratos, tendo em vista que em anos anteriores, em virtude da disputa, alguns exageros descaracterizavam as receitas.

O 7º Festival de Pratos Típicos do Milho foi coordenado pelas extensionistas da Emater, Medianeira Weyh e Vanessa Gnoatto.