80% dos boletins de ocorrência registrados na região estão relacionados ao consumo de álcool

0
101

Vinculação do álcool à alegria e ao esporte nas propagandas foi criticada em encontro do Comad

O Conselho Municipal Anti Drogas (Comad) reuniu, no começo da noite desta quarta-feira (29), dezenas de instituições e entidades de classe para um debate público sobre o tema “Política de drogas do Estado brasileiro e o álcool: a propaganda como incentivo ao consumo de drogas”.

Atividade aconteceu no auditório da subseção da OAB de Santo Ângelo com o propósito de discutir as conseqüências causadas pelo consumo exagerado de bebidas entre a população mais jovem.

Ricardo Ferreira, presidente do Comad, diz que a entidade pretende começar na base o debate sobre a equivocada política de permissão e incentivo ao consumo de bebidas, através da propaganda.

“Não podemos admitir a vinculação do álcool à alegria e ao esporte mediante técnicas de psicologia e marketing”, diz ele.

O delegado regional de polícia, Fernando Sodré, mostrou dados de que 80% dos boletins de ocorrência registrados estão relacionados ao álcool.

“Infelizmente aos domingos esse problema é maior, pois as pessoas bebem em família desde a manhã até à tarde, momento em que se registram os mais diversos crimes”, diz Sodré.

Paulo Leal, presidente da subseção local da OAB, afirma ser necessário um amplo debate sobre a política de drogas do Estado brasileiro e o álcool, tendo como foco a propaganda.

Segundo Leal, não há argumentos de natureza econômica que possam justificar o sacrifício da vida de muitos filhos com uma pratica não cruel como a que a sociedade vem convivendo atualmente.

O Conselho Municipal Anti Drogas decidiu, de forma unânime, apoio à Ação Civil Pública do Ministério Público Federal do RS que tramita na Vara Federal de Porto Alegre contra a União e Anvisa, que cobra restrições à propaganda comercial de bebidas alcoólicas com teor alcoólico igual ou superior a 0,5 grau.

Além disso, a entidade promoverá no mês de maio um seminário na Universidade Regional Integrada-URI de Santo Ângelo sobre o tema reunindo o presidente da subcomissão sobre drogas do Senado, Wellington Dias (PT), do Piauí, e um grupo de estudos da UFRGS que estuda o tema.