“A ida dos PMs a Porto Alegre não afeta a rotina policial do nosso efetivo”, afirma o comandante do CRPO/Missões

0
99

Integrantes dos POEs do 7º RPMon e do 29º BPM estão na Capital para atuar na segurança da Copa

O Comando Regional de Polícia Ostensiva Missões (CRPO/Missões) tem aproximadamente 8,5% de seu efetivo atuando na segurança da Copa do Mundo em Porto Alegre, segundo o comandante do CRPO/Missões, tenente-coronel Claiton Rui da Costa Portilho. Por medidas de segurança, ele prefere não detalhar o quanto isso representa em números.

Estão na Capital, desde 21 de maio, policiais do Pelotão de Operações Especiais (POE) do 7º RPMon, de Santo Ângelo, e do POE do 29º Batalhão de Polícia Militar (29º BPM), de Ijuí, além de integrantes dos setores de inteligência e administrativo. Os policiais militares que atuarão na Copa do Mundo foram recepcionados pelo Comando-Geral da Brigada Militar no último dia 29, na Arena do Grêmio, em encontro que reuniu mais de 2.600 PMs.

Portilho frisa que o deslocamento dos policiais do CRPO/Missões a Porto Alegre não interfere no policiamento feito diariamente na atuação do Comando Regional. “Mensalmente, 8 a 10% do efetivo sai em férias. Para a Copa, o Comando-Geral da Brigada Militar suspendeu férias e licenças do período de 15 de maio a 15 de julho. A ida dos PMs a Porto Alegre não afeta a rotina policial do efetivo, não sofre uma variação substancial. A redução de policiais do CRPO que ocorre agora não é diferente daquela causada durante todo o ano pelas férias. E, além disso, não tiramos policiais de cidades pequenas do Interior”, explica o tenente-coronel.

POEs DA REGIÃO INTEGRAM O BATALHÃO COPA
Aproximadamente 2 mil PMs do Interior estão em Porto Alegre. Entre os que atuarão na segurança da Copa do Mundo e os que fazem o policiamento regular, há um efetivo de 4.800 na Capital. Segundo o Comando-Geral da BM, a suspensão das férias e licenças durante este período de dois meses resulta na atuação de quase 3.800 policiais que estariam afastados.

Os POEs do 7º RPMon e do 29º BPM integram o Batalhão Copa, composto por metade do efetivo total que está em Porto Alegre e um dos dois batalhões criados pela Brigada Militar especialmente para o evento da Fifa. O Batalhão Copa atua, por exemplo, no entorno do estádio Beira-Rio, shoppings, rede hoteleira e pontos turísticos até a rodoviária e o aeroporto, e o Batalhão Especial de Pronto-Emprego (Bepe) atuará em dias de jogos para o caso de protestos ou incidentes graves. Em dias sem partidas, a equipe auxiliará no policiamento de outras áreas da Capital.

Antes da ida a Porto Alegre para os treinamentos, os policiais dos POEs do 7º RPMon e do 29º BPM passaram por aperfeiçoamentos visando à atuação na Capital. “Buscamos o nivelamento da nossa atuação policial com a atuação que seria necessária durante a Copa, focando em ações de controle de distúrbios civis e abordagem policial. Aqui em Porto Alegre, temos uma rotina diária de policiamento nas ruas, com ações na área central. Nosso papel é a proteção dos patrimônios público e privado”, relata o comandante do POE do 7º RPMon, tenente Joaquim Monteiro.