Abstenção no segundo turno das eleições foi de 21,96% em Santo Ângelo

0
104

Entretanto, número de justificativas foi menor que no primeiro turno

O número de abstenções em Santo Ângelo no segundo turno das eleições, no domingo (26), foi levemente maior em comparação ao primeiro turno: 21,96% contra 20,32%. Dessa vez, os eleitores puderam votar em governador e presidente.

As eleições em todo o País foram marcadas pela tranquilidade. Os que compareceram às seções eleitorais não precisaram enfrentar filas e todas as urnas nos municípios da 45ª Zona Eleitoral, com sede em Santo Ângelo, foram fechadas às 17h. A apuração durou cerca de duas horas, sendo todos os votos apurados e enviados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) às 19h09min. “A apuração de Santo Ângelo nós conseguimos finalizar às 18h35min. O último município apurado foi o de São Miguel das Missões, no qual terminamos às 19h09min”, relata a chefe do cartório da 45ª Zona Eleitoral, Marivani Medeiros.

A chefe destaca ainda que o número de justificativas apresentadas no cartório foi menor que no primeiro turno. Entretanto, não há como liberar quantas foram, pois o processo, segundo Marivani, é diferente e mais demorado, além de levar em consideração as justificativas que podem ocorrer até 60 dias após a eleição.

Nas eleições de 2014, os municípios de São Miguel das Missões, Eugênio de Castro e Vitória das Missões, que fazem parte da 45ª Zona Eleitoral, realizaram votação por meio das urnas biométricas. Segundo a chefe do cartório, a votação ocorreu de forma tranquila, sem os problemas enfrentados no primeiro turno.

Questionada sobre a possibilidade de todos os municípios contarem com a biometria, Marivani frisa que ainda é cedo para alguma conclusão. “Precisamos esperar uma posição do TSE. Mas, para ampliar o número de cidades, será necessário, antes, um recadastramento biométrico. Teria tempo, mas é necessário esperar o TSE se pronunciar”, finaliza.