Acendimento da Chama Crioula é transferido para 2021

0
104
Por causa da pandemia, o Movimento Tradicionalista Gaúcho decidiu transferir para 2021 a cerimônia de acendimento da Chama Crioula, que aconteceria em Canguçu, no mês de agosto. Foto: Arquivo JM

E vento que marca o início dos festejos da Semana Farroupilha foi transferido devido a orientações de prevenção no combate a Covid-19.

A definição pela transferência da cerimônia ocorreu em reunião online do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) na tarde de quarta-feira (9), quando os coordenadores das 30 regiões tradicionalistas participaram. A cerimônia reúne centenas de cavaleiros anualmente, para marcar início das comemorações da Semana Farroupilha e a orientação do MTG é para que cada uma das 30 regiões tradicionalistas organizem as suas cerimônias, de acordo com os protocolos de prevenção ao coronavírus.

O evento estava marcado para ocorrer na cidade de Canguçu, na Zona Sul do Estado, no mês de agosto. Para 2021, fica mantida a cidade de Canguçu, na 21ª Região Tradicionalista, como local do evento e a portaria 39/2014, que define os locais de acendimento da Chama Crioula para os próximos 30 anos, fica estendido para 2045.

Também foram anunciados o tema e a patrona dos festejos. A homenageada é a ex-primeira prenda do estado, Alessandra Carvalho da Motta e o tema, é “gaúchos sem fronteiras”, sobre os desgarrados do Rio Grande que foram viver em outros estados e países.

O presidente da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas e vice-presidente de Administração e Finanças do MTG, César Oliveira, disse que “a simbologia e importância da data terá sua continuidade e possíveis alternativas ou formatos no futuro ainda estão na dependência do decorrer do tempo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here