Acesso a Coronel Barros pela BR-285 será por viaduto

0
99

Além de trevo de acesso à cidade, também serão construídas duas ruas paralelas

O projeto para instalação de melhorias na BR-285 já começou a ser implantado em trecho que dá acesso a Coronel Barros. A informação foi repassada pelo engenheiro supervisor do Dnit, Luis Augusto Bassani. Ele revelou que será instalado um viaduto com cerca de 5 metros de altura sobre uma travessa de um trevo, que vai interligar a Escola Miguel Burnier, daquela localidade, com a área urbana, na entrada da cidade.

Além do trevo e do viaduto serão construídas duas ruas paralelas na faixa de domínio do Dnit, que tem 80 metros de largura. Segundo Bassani, as duas pistas irão ficar a 30 metros do eixo da rodovia. “Já foi feita a obra de terraplanagem nas ruas laterais, assim como a supressão vegetal em 100% e drenagem em 50%, dentro do que foi previsto no projeto ambiental.

Em 30 dias, será feito um desvio lateral no lado direito da rodovia, no sentido Santo Ângelo/Ijuí, costeando a área urbana de Coronel Barros, para o início das obras em um trecho de mais de um quilômetro de rodovia”, revela.

O engenheiro Bassani explica que o investimento total será de R$ 12 milhões e o prazo para conclusão é até o final do ano. Mas a expectativa é de concluir os trabalhos no mês de setembro. A empresa responsável pela execução da obra é a Tecnoviária do Paraná. José Antônio Echeverria é o engenheiro do Dnit responsável pela fiscalização da obra.

LOMBADAS ELETRÔNICAS

O Dnit fez a retirada das lombadas eletrônicas na BR -285, em Coronel Barros. De acordo com o engenheiro de Operações do Departamento, Celso Araújo de Oliveira, a retirada aconteceu em virtude das melhorias que acontecem neste trecho da rodovia. Segundo ele, a previsão do Dnit é reinstalar os controladores de velocidade e inaugurá-los quando for entregue as obras do trevo e do viaduto a ser construído na rodovia. “Vamos reprojetar as lombadas em virtude das mudanças como o trevo, o viaduto e as duas ruas paralelas à BR-285. As alterações irão alterar a movimentação de veículos neste local”, observa.