Ala pediátrica do Hospital Santo Ângelo ganha biblioteca

0
86

Iniciativa partiu de profissionais da área da educação

 Por uma iniciativa das pedagogas Tânia Baptista e Josiane Lerino em conjunto com a professora de Português e Espanhol Pamela Martins, a ala pediátrica do Hospital Santo Ângelo ganhou, na tarde da última quinta-feira, a sua biblioteca. “Percebemos que nossos alunos quando eram hospitalizados sentiam falta dos livros. Então, no meu aniversário pedi que, quem quisesse dar algum presente, que doasse um livro para a biblioteca”, salienta Josiane Lerino.

Até o momento, a biblioteca possui 233 títulos infantis para as crianças, pais e acompanhantes que circulam na ala pediátrica usufruírem. O objetivo das profissionais é ampliar a biblioteca e inserir as famílias, no estímulo a leitura.

Por isso, foi realizada uma parceria com a URI. Acadêmicos da Universidade serão inseridos e farão um trabalho de “contação” de histórias três vezes por semana. Além disso foi instalado um ponto de coleta de livros no setor e informações do prédio 20. “Precisamos da colaboração da comunidade santo-angelense para ampliarmos a biblioteca”, observa Tania Baptista.

PAIS APROVAM

No ato da entrega dos livros, os pacientes da ala pediátrica do HSA já puderam aproveitar e ter um momento de lúdico enquanto se recuperam. “Eles já chegam aqui ‘doentinhos’, então eu acho maravilhoso eles terem os livros para ler, para se distrair, até esquecem um pouco que estão doentes”, disse Ieda Queiroz, mãe de Nathan, que estava hospitalizado na quinta-feira e, ao mesmo tempo aproveitando a biblioteca da ala pediátrica.

E esse é o principal objetivo das profissionais que tiveram a iniciativa de criar a biblioteca. “O principal foco é tirar o desconforto e trazer ludicidade aos pacientes do hospital”, complementa a professora de Português e Espanhol Pâmela Martins.

E o Hospital Santo Ângelo também aprovou a iniciativa, como destaca a coordenadora da ala pediátrica do Hospital Santo Ângelo Priscila de Quadros Moreira: “Eles adoram, gostam de ver, manusear os livros. Aproveitam a biblioteca até estando no soro”.