Ampliação da rede de esgoto sanitário permitirá ligação de mais 5 mil residências dos bairros da zona Leste e Norte

0
82

Interceptor ligará centro da cidade à Avenida Salgado Filho

A Corsan e a Prefeitura de Santo Ângelo assinaram nesta semana a ordem de serviço para a execução de redes, ramais e interceptor do sistema de esgotamento sanitário do município. A obra permitirá a expansão da rede de esgoto em aproximadamente cinco mil residências, especialmente dos bairros da zona Leste (Pippi e adjacentes) e da zona Norte de Santo Ângelo. A ordem foi assinada na presença de dirigentes da Corsan, vereadores, secretários municipais e demais autoridades, em solenidade no Centro Municipal de Cultura na manhã de terça-feira (3).

O diretor de expansão da Companhia, Luis Fernando Jochims, falou dos investimentos que a Corsan realiza em Santo Ângelo e destacou a importância do Fundo de Gestão Compartilhada, previsto no contrato assinado em 2010. “Hoje a gestão da água e do esgoto é discutida aqui no município”, lembrou. Já o prefeito Valdir Andres afirmou que a cada R$ 1 investido em saneamento são diminuídos R$ 4 em saúde. “Ações como essa são importantes para aumentarmos nossos índices de saneamento, que hoje são tão baixos na cidade e no Estado.”

Conforme a gerente da Corsan em Santo Ângelo, Eli Backes, uma das ordens de serviço, no valor de R$ 244.447,79, é para a execução da rede coletora e ramais prediais nas ruas Marechal Deodoro e Venâncio Aires, para ampliação do sistema de esgotamento sanitário. A outra, no valor de R$ 1.053.149,67, é destinada à execução de redes, ramais e interceptor do esgotamento sanitário.