Análise final da MetSul indica tornado F2 em Santa Bárbara do Sul

0
96

Destroços como telhas foram localizados a até oito quilômetros de distância da sede do município

A MetSul Meteorologia concluiu que inquestionavelmente um tornado foi o fenômeno responsável pela destruição registrada no município de Santa Bárbara do Sul, no Alto Jacuí, na noite do último sábado (28). A conclusão confirma a análise técnica preliminar da empresa publicada no último domingo com base nas fotos e dados que indicavam uma faixa de destruição muito bem definida no sentido Noroeste-Sudeste na área urbana da cidade.

Fotos aéreas evidenciam claramente a passagem do tornado por Santa Bárbara do Sul com uma trajetória bem definida em que se concentraram os danos estruturais severos na localidade. A faixa de destruição tem aproximadamente 300 metros de largura, o que confirma descrição feita a partir do solo pelas autoridades locais ainda no domingo. Em pelo menos duas fotos aéreas se observa nitidamente que houve a queda de uma grande quantidade de árvores e em sentido divergente, característica clássica de tornados que não se faz presente em fenômenos como ventos lineares ou microexplosão.

Análise da MetSul confirma que a maioria dos danos observados na área urbana de Santa Bárbara do Sul são consistentes com um tornado na categoria 1 da escala Fujita (vento estimado entre 117 e 180 km/h), mas em alguns pontos o nível de destruição observado é típico de um tornado F2 na escala Fujita (vento estimado entre 181 km/h e 253 km/h).

O provável, contudo, é que onde o vento foi mais intenso ele tenha ficado no limite inferior a intermediário da categoria 2 com vento estimado até acima de 200 km/h, suficiente para virar e arremessar carros e camionetes, como se viu no município.

Conforme o piloto que fez o sobrevoo de Santa Bárbara do Sul para análise dos danos, destroços como telhas foram localizados a até oito quilômetros de distância da sede do município, evidenciando ainda mais a ocorrência de um tornado. Cortina de residência de Santa Bárbara do Sul foi achada sobre árvore no município vizinho de Saldanha Marinho.

Tornados são capazes de levar objetos a longas distâncias, em alguns casos até a centenas de quilômetros, como nas ocorrências mais graves verificadas nos Estados Unidos. No Brasil, o melhor exemplo é o tornado F4 (vento estimado entre 333 km/h e 418 km/h) que se formou na província de Misiones, na Argentina, e após atingiu a cidade catarinense de Guaraciaba no ano de 2009. Fotos de moradores de Guaraciaba foram encontradas depois no campo no município de Aratiba, no Rio Grande do Sul, a cerca de 200 quilômetros de distância.