Após denúncias de maus tratos, canil tem avaliação positiva

0
87

Entidade e órgãos públicos manifestaram otimismo com melhoras no local

Denúncias contra o canil municipal, localizado no Rancho LM, realizadas nas redes sociais e ao Ministério Público nos últimos meses, trouxeram novamente o debate sobre o abrigo para cães em Santo Ângelo. Na internet, através das redes sociais, é que o debate tem sido mais intenso sobre a situação dos cães que se encontram no canil.

Diante deste cenário, o Ministério Público pediu que fosse realiza uma vistoria para avaliar as condições dos animais no Rancho LM. Vigilância Sanitária, Ibama, Demam e a Associação Santo-angelense de Proteção aos Animais – Aspa, estiveram no local recentemente e deram seu parecer positivo sobre a situação do canil.

Nadir Vier, presidente da Associação Santo-angelense de Proteção aos Animais – Aspa, informou através da internet, o que foi constatado na visita. “Estive visitando o Rancho LM (canil municipal), juntamente com o vice-presidente da Aspa e vereador André Marques, constatamos que as condições atuais estão bem melhores do que se via e se ouvia falar um tempo atrás. Quero também informar que fizemos algumas solicitações que foram prontamente atendidas pelo proprietário Sidnei Lisarassa. Imagino que, a partir desta data, teremos um novo momento em Santo Ângelo para os nossos anjinhos de quatro patas, pois viu-se a boa vontade de todas as partes, Rancho LM, Aspa e Bichoamigo Santo Ângelo para iniciarmos uma parceria que só trará benefícios para os cachorros abandonados”, salienta.

O responsável técnico pela unidade de apoio do Ibama em Santo Ângelo, Edson Cruz Gonçalves, também não encontrou irregularidades no canil. “O canil está normal. Foi denunciado que os cães sofriam maus tratos, mas em nossa visita não verificamos nada de irregular. Como são cachorrões que vêm da rua, muitas vezes em péssimo estado de saúde, com sarna, subnutridos, leva um tempo até que eles melhorem, isso não é de uma hora para a outra”, avalia.

Canil no Rancho LM abriga 160 cães de diversas raças

Atualmente o canil no Rancho LM abriga 160 animais, de diversas raças. A grande maioria, segundo Sidnei Lisarassa, proprietário do Rancho e mantenedor do canil, chegam com a saúde precária, desnutridos e com doenças. “Vem para cá cachorro que ninguém mais quer. Aqui eles se recuperam e voltam a ganhar peso”, salienta. Quando chegam os animais são vacinados e os machos são castrados.

Todos os dias um funcionário fica de responsável por tratar os animais no turno da manhã e no turno da tarde, além de limpar o canil. “A prefeitura destina uma verba de mais de R$ 5 mil para a alimentação e a limpeza e também disponibiliza um veterinário. Além disso, eu contratei um veterinário que me auxilia”.

Os cachorros do canil são levados até Sidnei. “Não temos condições de ir buscar os cachorros. Muita gente me liga, mas só podemos receber eles aqui”, informa.

Segundo Lisarassa, é possível adotar os cães que se encontram no canil. Para isso, o interessado deve se deslocar até o Rancho LM, escolher o animal, e fazer um termo de adoção, onde ficará constado o endereço, nome e telefone de quem adotou. “Assim como chegam muitos cachorros aqui, outros tantos são adotados. E vêm muito pessoas de outras cidades, como Guarani das Missões e Giruá”, observa.