Asaf perde para o Cachoeira por 6 a 3

0
96

Três jogadores são expulsos durante partida pela Série Ouro de Futsal

A Asaf entrou em quadra do Ginásio Derlizão na noite de sábado (27) com dois desfalques: Gustavo e Maurício, que nem no banco ficaram em decorrência de lesões. O jogo marcou a estreia do técnico Batata. Em apenas 17 segundos o ala Tiaguinho, provocou a torcida, e um empurra-empurra se formou entre os jogadores. Lefor, do Cachoeira, e Fabinho e o goleiro Márcio, da Asaf, receberam cartão amarelo após confusão.
Fabinho abriu o placar para Asaf a um 1min da primeira etapa, fazendo 1 a 0. Aos cinco minutos, Fabinho cometeu falta e foi expulso. O Cachoeira Futsal aproveitou o jogador a mais e chegou ao 1 a 1 com Linguiça. A equipe do Cachoeira seguiu melhor, mandou uma bola na trave com Luciano, mas depois encontrou muitas dificuldades para sair da forte marcação da Asaf. Com troca de passes, mas lento em quadra, o time não finalizava. O confronto se encaminhava para terminar empatado, mas, restando 13 segundos para o intervalo, Zezinho virou para 2 a 1 para o Cachoeira. Enquanto Zezinho comemorava o gol, Dalvan e Alcides trocavam cotevelaços e foram expulsos pelo juiz Rafael Amaro.
O técnico Augusto Brink voltou do intervalo pedindo posse de bola e velocidade, “mas sem loucura”. Só que o Cachoeira teve momentos de cochilo em quadra e as jogadas ofensivas não apareciam. No primeiro apagão, após passe do goleiro Márcio, o ala Tiaguinho recebeu às costas de Lingüiça, dominou no peito e com um leve toque empatou em 2 a 2 com quatro miniutos.
A resposta foi imediata. 33 segundos depois, Luciano marcou 3 a 2 após vacilo de Márcio. A Asaf não se entregou e Tiaguinho mandou a bola na trave. Restando 13 minutos, a Asaf aproveitou que o goleiro Thiago e o ala Zezinho se atrapalharam e Diógenes empatou em 3 a 3. Faltando seis minutos, o Cachoeira envolveu a Asaf com troca de passes e Givago deixou Pedaleira livre para marcar 4 a 3.
Para tornar mais tensa a noite, com cinco minutos os dois times estavam com o limite de faltas estourados. A Asaf apostou no goleiro linha. E se deu mal. Em uma roubada de bola, Lingüiça avançou e ampliou para 5 a 3 com o gol escancarado, a pouco mais de um minuto para fim.
Depois numa saída de bola, a Asaf acertou uma bola na trave. O time missioneiro ainda teve em um tiro livre a última chance de tentar a reação, a 26 segundos para o fim. Alexey entrou no jogo só para o lance e foi eficiente ao defender o chute de Juliano e no contra-ataque Linguiça definiu o placar em 6 a 3 e garantiu a alegria do torcedor que lotou o Derlizão.
O time cachoeirense venceu por 6 a 3, chegou aos 10 pontos e abriu oito de vantagem para o adversário. A Alaf segue na liderança, com 12 pontos.
Ficha Técnica
Asaf: Márcio, Kiko, Fabinho, Tiaguinho e Robe. No banco, Dailon, Marcelinho, Fábio Corrêia, Cidão, Jair, Wyllian, Juliano e Diógenes. Técnico: João Alberto Kerber (Batata)
Cachoeira: Tiago, Dalvan, Mamal, Pedaleira e Lefor. No banco, Alex, Givago, Yuri, Luciano, Murilo, Zezinho e Linguiça. Técnico: Augusto Brink
Arbitragem: árbitro Rafael Peixoto Amaro, árbitro auxiliar Evandro Nicolau Martins, cronometrista Samuel da Silva Atiya e anotador Marcos Ariet Winter.