Atendimento não foi paralisado em Santo Ângelo

0
109

Servidores realizaram reuniões e vigílias a fim de discutir proposta de reajuste do governo

Os analistas tributários da Receita Federal anunciaram uma paralisação de dois dias, desde terça-feira (26) até ontem, em todo o país. Nesses dois dias os atendimentos foram suspensos nas unidades da Receita de alguns municípios.
Em Santo Ângelo, de acordo com o delegado sindical, Vilson Pinto de Menezes, não houve paralisação. “Nós não paramos. O pessoal está fazendo reuniões, a proposta agora não é parar, mas sim uma vigília. O governo ainda não apresentou proposta então estamos esperando isso”, conta.
A recomendação do sindicato da categoria, em abrangência nacional, indicava que os analistas deveriam cruzar os braços no atendimento ao contribuinte e que não seriam feitas a emissão de certidão negativa de débito, parcelamento de débitos, recepção de documentos da malha fiscal e a emissão de outros documentos. A paralisação estava prevista nas alfândegas e inspetorias, como despachos de exportação, conferência física, trânsito aduaneiro, embarque de suprimentos, vigilância aduaneira, entre outros.
Em todo o país, a Receita Federal conta com mais de 8 mil analistas tributários que atuam nas agências, nos centros de atendimento, nas delegacias, alfândegas, inspetorias e nos postos de fronteira. Eles reclamam, entre outras coisas, que o subsídio da categoria está defasado em mais de 30%.
“Estamos solicitando reajuste e reposição de perdas que a gente vem registrando há bastante tempo. São perdas históricas e a gente não recebeu nenhuma proposta do governo. O último aumento que tivemos foi em 2012, e a proposta do governo agora seria 21% de reajuste, valor esse que não repões nem a inflação”, declara o delegado de Santo Ângelo.
O governo inicialmente ofereceu reajuste de 27,9% em quatro anos e agora baixou para 21,26%. Um analista em início de carreira ganha R$ 9.256,42.
Com relação a uma possível greve, Vilson finaliza dizendo que “o encaminhamento é para não aceitar a proposta, mas ainda não tenho nenhuma informação sobre greve”.