Audiência pública discute ampliação da subestação de energia elétrica em São Miguel das Missões

0
75

Conclusão da obra da Cermissões vai garantir investimento de R$ 10 milhões

O deputado estadual Jurandir Maciel (PTB) presidiu audiência pública, nesta segunda-feira (25), no salão de atos no prédio 13 da URI. Na oportunidade, foram discutidos os avanços que a ampliação da subestação de energia elétrica, da Cermissões, em São Miguel das Missões, vai trazer aos produtores da região.

No ano passado, a Seinfra confirmou o apoio do governador Tarso Genro ao projeto de melhoria na distribuição de energia para a região. Na época, o governador solicitou o empenho na viabilização da obra e pediu agilidade para conclusão do projeto até novembro de 2013, antes do início do próximo verão. A conclusão do projeto deverá custar R$ 10 milhões à Cermissões, beneficiando principalmente produtores de São Miguel das Missões, Entre-Ijuís e parte de Jóia.

Para o deputado Jurandir Maciel, a audiência foi muito importante para o acompanhamento da instalação desta subestação de redistribuição de energia. “Queremos saber se a região das Missões vai melhorar com o aumento da tensão elétrica e se a energia redistribuída será suficiente. Além disso, necessitamos averiguar se haverá necessidade de construção de mais uma subestação para dar conta da demanda”, explicou o deputado.

O presidente do Sindicato Rural, Cláudio Duarte, por sua vez, pediu mais agilidade na solução de entraves burocráticos que estão dificultando a instalação e ampliação de redes de energia elétrica no interior. “O governador Tarso Genro anunciou recentemente um expressivo volume de investimentos para o meio rural. Acredito que o que falta neste momento é articulação e vontade política para viabilizar esse processo”, salientou o presidente.

PRESENÇAS

Participaram da reunião o deputado estadual, Jurandir Maciel; o representante da Casa Civil, Silvano Saragoso; o assistente do diretor-geral da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Seinfra), José Antônio de Quevedo; o diretor-administrativo da URI, Gilberto Pacheco; o presidente da Cermissões, Luiz Tomasini; o representante da Sema, José Padilha; o juiz de Direito da Comarca de Santo Ângelo, Luiz Carlos Rosa; o presidente do Sindicato Rural, Cláudio Duarte; e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Oswaldino Lucca.

DEMANDA

A energia fornecida, atualmente, não supre a demanda da população e as necessidades agrícolas. Constantemente acontecem quedas de energia no horário de maior pico, às 18h, e não é suficiente também para o funcionamento do sistema de irrigação das lavouras. Esta subestação será alimentada pela RGE, em área contígua, que seccionará a Linha de Transmissão – Santo Ângelo 2 – São Luiz Gonzaga 69 kV (69 mil volts). Nesta subestação elétrica da RGE ficarão localizados os módulos de linha e o sistema de medição de faturamento.

Diante dessa realidade, lideranças regionais promoveram uma audiência em Santo Ângelo, no início de 2012, com o deputado Jurandir Maciel e produtores rurais. A principal preocupação levantada foi a falta de energia para implantar novos sistemas de irrigação das lavouras no meio rural, além das constantes quedas de tensão nas áreas urbanas, principalmente em horários de pico.