Brasil e Argentina assinam contrato para estudo de viabilidade da Ponte Internacional

0
90

Representantes de Porto Xavier, que disputa a construção, estiveram presentes no evento

 Foi assinado na tarde desta sexta-feira (3), em Foz do Iguaçu/PR, o contrato que formaliza o início do estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental da obra de construção de uma nova ponte sobre o Rio Uruguai, entre Brasil e Argentina.

O vice-prefeito Delci Schopfer e o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Mercosul de Porto Xavier, Lino Pauli, representaram as Missões na solenidade. A vice-prefeita de Itaqui, Claudete Machado, e o seu Assessor de Gabinete, Daltron Fogaça Bernardes, representaram a Fronteira Oeste. Da região Noroeste, nenhum representante de Porto Mauá esteve presente.

ASSINATURA DO CONTRATO

Para a assinatura do contrato, o Consórcio Iatasa, Atec, Grimaux e Ballcons, responsável pelo trabalho, esteve representado pelo engenheiro Alfredo Severi, sócio da Atec. O engenheiro Tarcísio Gomes de Freitas, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), assinou o documento como representante do Brasil. Pelo lado da Argentina, o contrato foi assinado pela sub-secretária de Planificação Territorial e Inversão Pública, Graziela Helena Oporto e pela diretora nacional de Planificação Internacional Territorial, Ângela Guariglia.
Segundo o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Mercosul de Porto Xavier, Lino Pauli, o estudo será desenvolvido em Itaqui-Alvear, na Fronteira Oeste, Porto Xavier-San Javier, nas Missões e em Porto Mauá-Alba Posse, no noroeste, cidades que disputam a construção e por onde, atualmente, a travessia entre os países é feita de balsa.

TERMO DE REFERÊNCIA

Em até 230 dias será sugerido um termo de referência, a partir do qual será definido um modelo para a execução da obra. Conforme o consultor Carlos Lopes, da Ballcons, o trabalho levará em conta a realidade das comunidades envolvidas no Brasil e na Argentina, para então definir o local de construção da ponte.
A partir desta etapa, serão realizadas outras duas licitações: a primeira é a elaboração do projeto executivo e a segunda é a contratação da empresa para sua execução.