Cabanha Giovelli vence pela segunda vez consecutiva o Concurso Leiteiro da Fenamilho

0
96

Produtor Delmar Giovelli explica que produção aumentou devido ao investimento em genética

Pela segunda vez consecutiva a Cabanha Giovelli, de Delmar Giovelli, da localidade de Lajeado do Cerne, interior de Santo Ângelo, venceu o Concurso Leiteiro da Fenamilho Internacional.

PREMIAÇÃO VACA ADULTA

Na modalidade Vaca Adulta (animais nascidos antes de setembro de 2009), ele conquistou o 1º lugar com a vaca Monique Aplause, que produziu 53,752 kg de leite por dia (55,257 litros por dia) e o prêmio de R$ 1,5 mil. O 2º lugar (R$ 750,00) também foi para a Cabanha Giovelli com a vaca Monique Talent, com a produção de 49,900 kg de leite por dia (51,297 litros). Já o 3º lugar (R$ 300,00) foi para uma vaca da Granja Júlia, de Claudiomar Tomasi, de Vila Maria, que produziu 45,750 kg de leite por dia (47,031 litros).

PREMIAÇÃO VACA JOVEM

Na modalidade Vaca Jovem (animais nascidos de setembro de 2009 em diante), o 1º lugar (R$ 1,5 mil) foi para Claudiomar Tomasi, da Granja Júlia, com a vaca Tânia, que produziu 31,288 kg de leite por dia (32,102 litros); o 2º lugar (R$ 750,00) foi para Luiz Bolzan, da Cabanha Bolzan, de Lajeado do Cerne, com uma vaca que produziu 30,764 kg/leite/dia (31,625 litros) e o 3º lugar (R$ 300,00) foi para Claudiomar Tomasi, da Granja Júlia, com uma vaca que produziu 28,454 kg/leite/dia (29,250 litros por dia).

COMO ATINGIR UMA GRANDE PRODUÇÃO DE LEITE

O produtor Delmar Giovelli explica como conseguiu atingir esta grande produção leiteira e como ganhou o concurso por duas vezes. “Comprei três matrizes de 1ª linhagem numa Expointer, e de lá para cá venho transferindo embriões e acasalando as vacas com os melhores touros do mundo, como dos Estados Unidos e Canadá”, destaca.

Dessas três vacas, Giovelli transformou em um plantel de 100 animais, entre novilhas e vacas, sendo que 50 delas produzem leite atualmente. “A alimentação também ajuda e é basicamente feita de silagem de milho, pastagem, feno e complemento de ração.

INCENTIVO À INSEMINAÇÃO

O presidente da Associação de Produtores de Leite de Santo Ângelo (Apleglesa), Luiz Bolzan, diz que é preciso incentivar a produção leiteira através da inseminação artificial. No município existem oito inseminadores autorizados. “Precisamos, em termos de genética, mais apoio do Poder Público e em questão de valores, valorização das empresas, pois o preço do litro de leite está baixo, variando de R$ 0,60 a R$ 1,00”, frisa.

A coordenadora do concurso leiteiro, médica veterinária Emília Stehmann, diz que o concurso não é apenas uma exposição, mas uma oportunidade para demonstrar o potencial produtivo de cada animal.