Campus do Ifet inicia atividades em um ano, com dois cursos

0
93

Reitora Carla Jardim deu ordem para início das obras de construção dos dois prédios

Após pelo menos seis anos de trabalho, muitas reuniões e solicitações no Governo Federal, o campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia em Santo Ângelo está prestes a se tornar realidade. Na terça-feira (6), em ato histórico para o município, a reitora do Instituto Federal Farroupilha, Carla Jardim, e o representante da empresa vencedora da licitação, assinaram o contrato para o início nas obras de construção da estrutura do campus.

A assinatura ocorreu em solenidade simples na área que irá abrigar o campus, localizada às margens da ERS-218, do lado esquerdo no sentido Santo Ângelo – Aeroporto. A área, de 50 hectares, foi doada pelo município ao Instituto Federal na gestão do ex-prefeito Eduardo Loureiro.

INVESTIMENTO E VAGAS

Conforme a reitora Carla Jardim, o investimento para a implantação do campus é de R$ 10 milhões, sendo R$ 7,2 milhões na construção dos dois prédios – um administrativo e com biblioteca e outro com salas de aulas e laboratórios –, e R$ 2,8 milhões para a aquisição de mobiliários e equipamentos.

O Campus Santo Ângelo tem previsão de iniciar com dois cursos, ainda não definidos. A Comissão de Implantação do Ifet, porém, irá sugerir que sejam contempladas as áreas da tecnologia da informação e da saúde. Em três anos, o Ifet irá atender 1.200 estudantes, sua capacidade total. Para tanto, serão contratados 60 professores e 54 servidores técnico-administrativos.

A previsão é de que as obras iniciem em 30 dias. O prazo para construção dos prédios é de 360 dias, aproximadamente um ano.

“Nosso papel é profissionalizar as pessoas”, diz reitora Carla Jardim

A reitora do Instituto Federal Farroupilha, Carla Jardim, em entrevista ao Jornal das Missões destacou como será o processo de implantação, de seleção dos profissionais e dos estudantes, e como será feito em caso de atrasos na obra. Confira os principais trechos.

IMPLANTAÇÃO DO CAMPUS

“É um dia muito feliz para o Instituto Federal Farroupilha, porque finalmente, depois de uma longa trajetória de discussões e de luta desta comunidade, firmamos o contrato de início do campus do Instituto em Santo Ângelo. No prazo máximo de 30 dias veremos nascer os alicerces do campus, e em aproximadamente um ano veremos prontos os prédios.

Para o início, construiremos um prédio administrativo com toda a estrutura administrativa do campus e biblioteca, e outro bloco com salas de aula e laboratórios. Ao longo do período, quando a obra se aproximar do final, faremos a licitação para adquirir mobiliário e equipamentos, que nos permitam no primeiro semestre de 2014 dar início ao trabalho pedagógico.”

PROCESSO SELETIVO

“O Instituto Federal Farroupilha dá acesso dos estudantes através de processos seletivos públicos, que são diferentes conforme a modalidade de ensino. No caso do ensino superior, o Instituto também adota a classificação do aluno através do Enem. Quando nos aproximarmos do início das atividades, publicaremos o edital do processo seletivo.”

CURSOS

“A nossa projeção é iniciar em 2014 com dois cursos, de dois eixos dentre aqueles apontados no município. Santo Ângelo será o quinto campus na região: já há em Santo Augusto, Panambi, Santa Rosa e São Borja. O número de vagas inicial é muito atrelado ao tipo de cursos que a gente oferta. Alguns cursos exigem turmas menores, mas em média nossas turmas iniciam com 30 a 35 estudantes. O planejamento do campus prevê que em três anos cheguemos a 1.200 estudantes matriculados.”

POSSÍVEIS ATRASOS

“Estamos trabalhando com a perspectiva de assinar o contrato com uma empresa que se compromete em cumpri-lo. Mas sabemos que algumas questões podem contribuir para um eventual atraso, como por exemplo longos períodos de chuva. Se por ventura vier a acontecer, vamos buscar meios alternativos de iniciar as atividades pedagógicas no ano de 2014.”

PROFESSORES E SERVIDORES

“O campus Santo Ângelo deverá receber, ao longo dos três anos, autorização do Governo Federal para a contratação de 60 professores e 54 servidores técnico-administrativos em Educação para atender os 1.200 estudantes.”

O QUE REPRESENTA PARA A REGIÃO

“Nosso papel é profissionalizar as pessoas e contribuir para o desenvolvimento sustentável do lugar onde estamos, e é isso que temos vivenciado nos municípios onde já estamos. Há um aquecimento da economia em geral e um processo de médio prazo onde a elevação da escolaridade e o acesso a uma educação de qualidade faz com que as pessoas consigam praticar de forma mais eficiente a cidadania.”

CONTRATO

O contrato na área do campus Santo Ângelo para construir os dois prédios foi assinado entre a reitora Carla Jardim e o engenheiro e diretor da Projeção Construções e Pré-Moldados Ltda., Celso Farina. O prédio administrativo terá dimensão de 1.625,6 m², e o prédio de salas e laboratórios, 2.738,8 m². O prefeito Valdir Andres, o ex-prefeito Eduardo Loureiro e o vereador Gilberto Corazza assinaram o contrato na condição de testemunhas.

Também foi assinado entre o prefeito Valdir Andres e o representante da empresa Valdemar Barz e Cia. Ltda. o contrato para realizar o cercamento da área do campus do Ifet. O valor é de R$ 387.899,14 e o prazo para conclusão da obra é de 180 dias.

Participaram também da solenidade a vice-prefeita Nara Damião, representantes da Comissão de Implantação do Ifet, secretários municipais, vereadores, representantes de instituições de ensino superior e demais áreas da educação, pró-reitores do Instituto Federal Farroupilha, convidados e imprensa.

Na ocasião, o representante da Comissão de Implantação, vereador Gilberto Corazza, destacou que “foram muitas pessoas que apostaram nesse sonho que agora está virando realidade”.

Já o prefeito Valdir Andres afirmou que “hoje o conhecimento é a base do sucesso em qualquer profissão. Desejo que o Ifet tenha longa vida, e daqui a um ano espero ver a reitora inaugurando o campus”, ressaltou.

Carla Jardim, por sua vez, agradeceu a todos que batalharam “para que o Governo Federal enxergasse que Santo Ângelo merece um campus do Ifet”. Ela também falou da área de 50 hectares que irá sediar o Instituto Federal. “Esta será nossa casa em Santo Ângelo”, disse.

“Passa um filme na cabeça que lembra todos os desafios vencidos”, diz ex-prefeito Eduardo Loureiro.

 

O ex-prefeito Eduardo Loureiro, que coordenou todo o processo para a conquista do Ifet, fala sobre a importância do campus para Santo Ângelo e região:

JM – Como foi o processo até a conquista do IFET?
EDUARDO – Começamos em 2006. Lembro que eu presidia a AMM e fizemos a primeira audiência em Brasília, quando solicitamos, em nome da região, a instalação de um centro de ensino técnico federal para as Missões. Depois, elaboramos o projeto técnico e se seguiram várias audiências em Brasílias, até a confirmação, por parte da presidenta Dilma, em 2011, de que Santo Ângelo ganharia um campus do Ifet. Muitas lideranças tiveram participação importante nesse processo.

JM – Qual a sensação de poder acompanhar o início das obras?
EDUARDO – A satisfação é imensa. Passa um filme na cabeça que lembra todos os desafios vencidos. Foram, pelos menos, seis anos de muita luta.

JM – Qual o impacto para a região?
EDUARDO – Talvez a comunidade ainda não tenha a exata noção desta conquista. Isso vai se dar ao longo do tempo. É um marco para a região, pois vai possibilitar a muitas pessoas o acesso gratuito a um ensino de muita qualidade, desde o nível médio, passando pela graduação até a pós-graduação. Vai mudar a realidade da região.