Cassiá Carpes pede desfiliação do Solidariedade no RS

0
111

O presidente do Solidariedade (SD) no Rio Grande do Sul, Cláudio Janta, confirmou o pedido de desfiliação do partido do ex-deputado Cassiá Carpes.

De acordo com Janta, Cassiá está descontente com a política e a insatisfação aumentou diante do cenário atual, diante de casos de corrupção e dificuldade para que se faça a reforma política. “O que ele nos confidenciou é que pretende voltar às origens e se dedicar ao futebol”, explicou.

A intenção de Cassiá é voltar a atuar como técnico de futebol, já a partir de 2016. Porém, até lá, Cassiá deve permanecer à frente da presidência da Fundergs, vinculada à Secretaria de Esporte e Lazer. Segundo Janta, o partido não vai solicitar o cargo, tendo em vista que Cassiá se dedicou a legenda e cumpriu o papel que lhe cabia como candidato a vice-governador, pelo SDD, na chapa de Ana Amélia Lemos, do PP, no pleito do ano passado.

“Ele divulgou o nome do Solidariedade pelo Rio Grande e merece nosso respeito e consideração, este acordo está certo. Cassiá já estava desmotivado com a política, desde o ano passado, quando decidiu não concorrer à reeleição no Parlamento. Nosso trato com ele é de que não concorresse na proporcional, podendo escolher espaços na majoritária, desde vagas ao Senado, de vice, e até de governador, e isso aconteceu”, destacou.