Cedência de terreno para a Apae deve ser concretizada dia 26

0
140
Cedência da área para a entidade santo-angelense foi definida na audiência com o secretário estadual Faisal Karam (centro) . Foto: João Silvestre

Secretário estadual de Educação, Faisal Karan, concordou com cedência e pediu agilidade nos trâmites

Cedência da área para a entidade santo-angelense foi definida na audiência com o secretário estadual Faisal Karam (centro) . Foto: João Silvestre

Uma articulação realizada pelo deputado estadual Eduardo Loureiro (PDT) e pelo prefeito Jacques barbosa resultou na conquista de um terreno para a ampliação dos serviços ofertados pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Santo Ângelo.

A reivindicação da Apae é antiga. O prefeito Jacques Barbosa apresentou o pedido diretamente ao governador Eduardo Leite quando da recente visita do mesmo a Santo Ângelo. Leite pediu que fossem enviados documentos para a análise da demanda.

A partir daí, o prefeito e o deputado estadual Eduardo Loureiro mantiveram contatos com a Casa Civil e a Secretaria Estadual de Educação. Essas tratativas resultaram na audiência da tarde de quarta-feira (11), com o secretário estadual de Educação, Faisal Karam.

Estiveram presentes o prefeito Jacques Barbosa; deputado estadual Eduardo Loureiro; o presidente da Apae Santo Ângelo, Jairo Fernandes da Silva; a diretora da Escola Especial Raio de Sol, mantida pela Apae, Ângela Colla de Almeida e o presidente da Federação das Apaes do Estado, Afonso Tochetto.

O trabalho prestado pela Apae recebeu o devido reconhecimento por parte do Governo do Estado. O secretário Faisal não só concordou com a cedência, como solicitou agilidade nos trâmites do processo.

EVENTO DIA 26
O secretário Faisal Karam, que é santo-angelense, deve participar de um evento na Capital das Missões no dia 26 deste mês. Ele aproveitará a visita para concretizar a doação do terreno para a Prefeitura, que o cederá para a Apae.

ATENDIMENTO
A Apae atende mais de 300 alunos com deficiência intelectual e múltipla na Escola Especial Raio de Sol e o Centro de Atendimento Educacional Especializado Germano Ifarraguirre. O atendimento abrange alunos de Santo Ângelo, Entre-Ijuís, Eugênio de Castro, Sete de Setembro e Vitória das Missões.

O terreno em questão está localizado na Rua Uruguai e integra uma área onde hoje funciona o Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (Neja). No entanto, os fundos deste terreno, que fica ao lado do ginásio de esportes da Apae, não está sendo utilizado, realidade que ajudou na cedência por parte da Secretaria de Educação, em processo que será efetivado pela Secretaria de Planejamento do Estado nas próximas semanas.

O prefeito Jacques Barbosa lembrou que o pedido da Apae era justo e a conquista da área é merecida, pois permitirá a ampliação de um serviço de excelência que é prestado pela entidade.

Área permitirá avanço nos serviços

“Não dispomos de espaço para construir ou ampliar e assim ficávamos impedidos de aumentar as vagas de atendimento. Por isso, essa cedência da área é uma grande vitória”, festejou o presidente da Apae, empresário Jairo Fernandes da Silva.

Jairo ressalta que o terreno está sem uso há cerca de 20 anos e a área faz alta para que a Apae possa prestar um serviço ainda melhor para a comunidade. “Não queremos entrar em conflito com quem quer que seja, mas esse espaço será muito útil para a Apae. E a doação do terreno é, também, um investimento em educação, visto a quantidade de alunos que atendemos na Escola Especial Raio de Sol”.

Terreno será utilizado inicialmente para a recreação e atividades físicas dos alunos. Foto: Divulgação/Apae

O presidente da Apae contou que no ano passado o pedido foi apresentado diretamente ao então governador José Ivo Sartori e chegou a ser criada uma expectativa em torno da doação. “Entretanto, quando chegou na instância regional da Educação, acabou paralisando. Não vou entrar no mérito se foi engavetado ou não”, lamentou.

Com a posse do novo governo estadual, os trâmites foram retomados. “Nesse ponto, a articulação do deputado estadual Eduardo Loureiro e do prefeito Jacques Barbosa foi essencial. E é preciso valorizar o entendimento do secretário Karam sobre a importância do trabalho realizado pela Apae.”

A nova área será utilizada inicialmente para a recreação dos alunos. “Temos mais de 40 alunos cadeirantes e o deslocamento para a área onde hoje é feita a recreação é difícil. Além disso, em dias de chuva, os alunos ficam na garagem. Agora, vamos resolver esse problema. Sem contar que esse espaço permitirá avanços que estamos planejando e que são necessários dada a demanda crescente que enfrentamos.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here