Cesta Básica: arroz, óleo de soja e leite estão mais caros

0
218
Geni e Juliana contam que perceberam o aumento nos produtos sempre que vão às compras. Foto: Daniele Angnes/JM

Geni da Silva, aposentada, e a filha Juliana da Silva, professora, mantém o costume de fazer o “rancho”- compras para o mês todo. Entre as idas e vindas, mensais, aos supermercados, elas perceberam que grupos de alimentos têm registrado aumento.

De fato. A última tomada de preços do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), feita ainda em julho, mostrou que o leite foi um dos produtos que teve maior aumento; o óleo de soja e o arroz agulhinha também registraram aumento no custo. As justificativas são a demanda interna e externa têm elevado a cotação da soja (no caso do óleo), e, no carro do arroz, os baixos estoques do cereal.

“O salário mínimo não aumenta, mas a comida, todo mês, tem um aumento”, comenta Geni. “A gente se organiza, mas percebemos que o alimento está cada vez mais caro”, reforça Juliana.

Variação de preços

Na pesquisa feita nos supermercados da cidade a variação de preço de um mesmo produto é grande, a depender da marca. O arroz (5kg), por exemplo, foi encontrado por R$19,98 (menor preço e marca mais em conta) e por R$ 34,98 (marca mais cara) no mesmo supermercado – variação de 75,1%*.

Outro produto que tem variação de preço conforme a marca é o macarrão parafuso. O óleo de soja, entre supermercados, teve variação de até R$1,50. A caixa de leite integral teve variação de R$0,75 entre os estabelecimentos pesquisados.

Pesquisa

Para famílias como as de Geni e Juliana, a sugestão do Procon é pesquisar. Uma alternativa é uso do aplicativo da Nota Fiscal Gaúcha, que aponta os preços dos produtos na cidade. Para isso, porém, indicação é de que consumidor crie o hábito de colocar CPF na nota, dessa forma, produto adquirido é registrado no App.

 

*O percentual correto, que corresponde a variação de preços do arroz, é 75,1. Não 42,89, como está na edição impressa. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here