Colégio Tiradentes viverá a sua 1ª formatura do ensino médio

0
90

Na próxima quarta-feira (19), 22 alunos participarão da formatura militar

Eles tiveram que se adaptar a regras e desafios diferentes do cotidiano habitual, mas conseguiram vencê-los e agora ficarão na história como os alunos da primeira turma do ensino médio a se formar no Colégio Tiradentes da Brigada Militar de Santo Ângelo.

Na próxima quarta-feira (19), às 19h30min, 22 alunos participarão da formatura militar do Tiradentes, em uma cerimônia aberta à comunidade, em frente à Catedral Angelopolitana. Na sexta-feira (21), às 20h, no Clube Gaúcho, amigos e familiares comemorarão este momento histórico durante a colação de grau do ensino médio.

DE 82 PARA 22 ALUNOS

No dia 24 de março de 2010, no primeiro dia de aula, eles eram 82 alunos que haviam sido incluídos no 1º ano do ensino médio. Três anos depois, são 60 alunos a menos que se formam no educandário.

O comandante do Colégio Tiradentes, Capitão João Volmei Guerra Spagnol explica quais os motivos para a redução de alunos concluintes do ensino médio. “Era algo novo na cidade e muitos pais trouxeram os filhos para cá apostando neste algo novo; a adaptação e a exigência do estudo em sala de aula são maiores; alguns alunos resistiram às questões disciplinares como o corte de cabelo para os meninos e o cabelo atado para as meninas, e também as questões pedagógicas como a cobrança de resultados”, pondera Spagnol, afirmando que a média é 7, enquanto que em outras escolas estaduais é menor.

DISCIPLINAS

Depois de frequentarem o Colégio em turno integral (recebendo almoço) durante 4.800 horas/aula, ministradas por mais de 20 professores em 600 dias letivos, os 22 alunos formandos saem mais amadurecidos. Eles estudaram as seguintes matérias: língua portuguesa, língua inglesa, língua espanhola, ensino religioso, química, física, biologia, literatura, matemática, filosofia, sociologia, educação física, arte, história, geografia, redação e instrução geral (que faz parte do processo de aprendizado militar).
Nesta última disciplina é que se aprendem os valores morais, cívicos, éticos e culturais. “A diferença fundamental é que seguimos o rito próprio das escolas militares, que são baseadas em hierarquia e disciplina. A filosofia pedagógica é baseada na ética e na moral, seguindo o que prevê a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e a Lei de Ensino da Brigada Militar”, diz Spagnol.

EXTRA-CLASSE

O professor civil e técnico de futsal, Roberto dos Reis, lembra das disciplinas que estão fora do currículo normal, as chamadas atividades extra-classe. São aulas de atletismo, esportes coletivos, equitação, natação e Tiradentes Social (com visitas a asilos e outras entidades sociais). “São atividades que trouxeram muitos troféus para o Colégio”, destaca.

Segundo o comandante do Tiradentes, Capitão Spagnol, esta etapa da vida desses jovens está superada. “O Colégio Tiradentes foi e ainda será muito importante na vida deles. Virão outros desafios, e se for colocado em prática aquilo que eles aprenderam aqui poderão ter um futuro brilhante, independente da profissão que vierem a escolher”, finaliza.

Dos concluintes que fizeram o vestibular, todos conquistaram aprovação em diferentes universidades.

DEPOIMENTO DE ALUNOS

“Estudei no Instituto Odão Felipe Pippi. No Tiradentes tive uma experiência muito positiva. Vou lembrar o Colégio de uma forma muito boa. Você passa por diversas funções, comanda determinados grupos. Você aprende a adquirir responsabilidades. O Colégio te resume o que você vai encontrar lá fora, te prepara para o mercado de trabalho e para a vida. O Tiradentes dá uma estrutura para quem fica o dia inteiro no Colégio, com geladeira para os alunos, micro-ondas, armários para guardar roupas e materiais, televisão para hora do almoço. O Colégio Tiradentes é um lugar onde você vai para estudar, literalmente”.
Thaiani Borchardt, 17 anos

“Estudei na Escola Técnica Estadual Presidente Getúlio Vargas. Sempre fui muito inibido. O Colégio requer que você não seja tímido até para comandar os grupos. O Tiradentes fortalece a união e a amizade. A cada ano tem as Olimpíadas Tiradentes; nesta competição a gente passa de dois a três dias numa cidade e você acaba conhecendo outras pessoas. Os desfiles militares acabam unindo os alunos e resgatam os valores cívicos. A estrutura do Tiradentes é privilegiada com salas de aula climatizadas e cadeiras estofadas. Os banheiros são bem mais estruturados, com armários para você guardar objetos pessoais e chuveiros para tomar banho após as atividades físicas”.
Roberto de Oliveira, 17 anos

“Estudei o fundamental no Colégio Missões. Para mim, o Tiradentes foi uma experiência de grande amadurecimento. Entrei lá aos 15 anos e com o passar do tempo eu acabei amadurecendo até por ter assumido certas responsabilidades. Você acaba fazendo amizades fortes. O Tiradentes não é apenas este colégio cheio de regras, mas um espaço onde você pode se divertir realizando algumas confraternizações com os colegas. O Colégio também procura manter os pais informados sobre como está o nosso desenvolvimento”.
Lenara Menezes, 18 anos

“Estudei o fundamental na Escola Técnica Estadual Presidente Getúlio Vargas. O Tiradentes foi o que eu esperava encontrar quando eu me matriculei aqui. As dificuldades como questões disciplinares que existem em outras estaduais você não encontra lá. Lá tínhamos horário para tudo, como estudar, praticar esportes, almoçar. A carga horária é maior do que em outros colégios. Há toda uma equipe preocupada com os alunos. Somos valorizados pelas nossas conquistas. O Colégio nos prepara para concursos e para os melhores vestibulares. E agora estamos aguardando a nossa formatura, que será um grande evento”.
Sofia Ihjaz, 17 anos

A primeira turma do colégio tiradentes

- Bibiana Welter Pereira

– Bruna Porto Carvalho

– Camila Daiana Damião

– Danielli Martini Machado

– Eduardo Alexandre Quinebre Alves

– Fernanda Lunardi Hasselmann

– Franciele da Motta Vargas

– Jaqueline Andressa Scherner

– Jéssica Correa

– Jonathan Patrick Benites de Souza

– Júnior Roberto Maciel Teixeira

– Lenara Oliveira de Menezes

– Leonardo Henrique de Godoy

– Pâmela Taina Lunardi Menin

– Roberto Nascimento de Oliveira

– Saulo Wegner do Nascimento

– Sofia Japur Ihjaz

– Suelen Laube Pacheco

– Tatiane Ostwald Porto

– Taynara de Azevedo

– Thaiani Borchardt da Silva

* Comandante: Capitão João Volmei Guerra Spagnol

* Paraninfo: Eduardo Debacco Loureiro

* Professora conselheira e amiga da turma: Rosani Patz