Começa a construção do campus do Instituto Federal Farroupilha de Santo Ângelo, às margens da ERS-218

0
79

Projeção Engenharia reclama do atraso na ligação de energia e da falta de segurança

 A Projeção Engenharia, de Xaxim/SC, empresa vencedora da licitação, iniciou recentemente a obra de construção dos dois primeiros prédios do campus do Instituto Federal Farroupilha (IFF), às margens da ERS-218, em uma área de 50 hectares doada pela prefeitura ao Governo Federal, na administração do ex-prefeito Eduardo Loureiro. A Projeção Engenharia é a mesma que está construindo o campus da Universidade Federal da Fronteira Sul, em Cerro Largo.

Conforme o supervisor da obra, técnico em Edificação Júnior Lunardi, estão sendo construídos dois prédios de dois andares cada um. “Neste momento estamos fazendo as fundações, ou seja, os alicerces que são a base dos prédios”, explica.

No prédio A (salas de aula e laboratórios), com 2.738,80 metros quadrados, haverá dez salas de aula, três laboratórios de Informática, dois de Cuidados Humanos, além de laboratórios de Química, Física, Biologia, Anatomia Humana e Departamento Médico Legal (DML). Também terá cantina, sanitários e área de circulação para os estudantes.
No prédio B, com 1.625,60 metros quadrados, funcionará a parte administrativa/pedagógica. Nele estarão as salas de recursos humanos, direção, tesouraria, telefonista, recepção, balcão de atendimento, salas de apoio, salas de estudos, sala de vídeos, casa de máquinas, entre outras.

Atualmente, 28 funcionários administrativos e operários trabalham no local. Em dois meses, quando iniciar o levantamento de paredes e a construção das lajes, o número de operários deve se aproximar de 100 pessoas. Para tanto, a Projeção Engenharia está realizando um processo seletivo para contratar pedreiros, serventes, carpinteiros e armadores (ferreiros). Interessados devem entregar currículo ou se inscrever na portaria da obra.

ENERGIA E ÁGUA

Lunardi diz que a empresa está trabalhando com um gerador de energia, pois a Rio Grande Energia (RGE) ainda não efetuou a ligação de energia elétrica. “Já mandamos o nosso projeto para a RGE, mas ainda não fomos atendidos. Apenas já foi ligada a água por parte da Corsan. Também esperamos a contrapartida da Prefeitura, que é para a colocação de vigilante no local da obra, a fim de acabar com os furtos de materiais”, afirma.

O integrante da Comissão de Implantação do IFF, Estevão Moor, disse que recebeu informações do Setor de Engenharia da RGE de que possuem prazo de 150 dias para executar as obras de rede elétrica do campus a contar a partir desta quinta-feira. Ele informou ainda que em nome da Comissão fará pressão para encurtar esse tempo.

Já a assessoria de imprensa da RGE disse que o projeto elétrico já foi apovado no dia 16 de maio e que a Rio Grande Energia aguarda o termo de opção para execução da obra, ou seja, a Projeção Engenharia poderá optar entre a RGE ou uma empresa habilitada para a ligação elétrica até o campus.

PRAZO

A empresa diz que tem prazo de um ano e dois meses a contar do dia 16 de abril. O prazo inicial, que era para ser de um ano, foi ampliado em decorrência de indefinições entre a Reitoria do IFF e da Comissão de Implantação, que discutia o melhor local no terreno. A construção dos dois primeiros prédios deve ter um investimento de R$ 6.176.231,24.

O coordenador da Comissão de Implantação do IFF, Gilberto Corazza, diz que está sendo cobrada da Secretaria Municipal de Administração a colocação de vigilância 24 horas por dia no campus o mais breve possível.

PROJEÇÃO ENGENHARIA POSSUI CERCA DE 100 VAGAS

A Projeção Engenharia está com vagas abertas para a próxima etapa de construção do campus. As vagas são para:
– Pedreiros;
– Carpinteiros;
– Serventes de obra;
– Armadores (ferreiros)
– São cerca de 100 oportunidades
– Interessados devem entregar curriculum ou se inscrever na portaria da obra, às margens da ERS-218, próximo ao Bairro Indubras, em horário comercial