Comitiva santo-angelense articula recursos em Brasília

0
289
Deputado Afonso Motta foi um dos visitados pela comitiva liderada pelo deputado Eduardo Loureiro, prefeito Jacques Barbosa e provedor Odorico Almeida. Ele garantiu emenda ao HSA. Fotos: Divulgação

O prefeito Jacques Barbosa e o deputado Eduardo Loureiro lideraram uma comitiva santo-angelense em Brasília no decorrer desta semana, na busca de recursos de emendas parlamentares para o Hospital Santo Ângelo (HSA) e para projetos e programas de Santo Ângelo.

Deputado Eduardo e prefeito Jacques com o deputado Cherini.

Segundo o prefeito, a incursão na capital federal foi produtiva e o compromisso de deputados e senadores de diferentes partidos políticos é de destinar cerca de R$ 3 milhões para Santo Ângelo, com grande parte dos recursos aportados para o HSA, referência regional na área da saúde.

O prefeito Jacques e o deputado Loureiro estiveram acompanhados pela direção do HSA com as presenças do provedor Odorico Bessa Almeida, do tesoureiro Léo Mousquer e do consultor Edemar Paula da Costa; e contaram com o apoio na articulação política na capital federal do secretário municipal de Turismo, Vando Ribeiro de Souza, e dos vereadores Maurício Loureiro, Vinicius Makwitz e Pedro Waskiewicz, presidente do Poder Legislativo.

PARLAMENTARES

Comitiva realizou visita ao deputado Ubiratan Sanderson

A comitiva esteve porta a porta dos gabinetes apresentando projetos de investimentos para o Hospital Santo Ângelo e para o município, recebendo a sinalização de emendas dos deputados Giovani Cherini (PL), Marlon Santos (PDT), Darcísio Perondi (MDB), Pompeo de Mattos (PDT), Afonso Mota (PDT), Marcelo Brum (PSL), Márcio Biolchi (MDB), Pedro Westphalen (PP), Nereu Crispim (PSL), Bibo Nunes (PSL), Ubiratan Sanderson (PSL), Jerônimo Goergen (PP), Daniel Trzeciak (PSDB), Maria do Rosário (PT), Elvino Bohn Gass (PT) e dos senadores Luiz Carlos Heinze (PP) e Lasier Martins (PODE).

Estratégia acertada

A ida a Brasília no início do ano legislativo é uma estratégia política adotada pelo prefeito Jacques Barbosa desde o início de sua gestão para captar recursos para Santo Ângelo, pois fevereiro é o mês em que os deputados e senadores gaúchos definem a destinação e os valores das emendas parlamentares para os municípios.

A estratégia tem dado certo. Desde o início da gestão foram captados mais de R$ 25 milhões em recursos destinados ao município, para investimentos em setores como saúde, segurança, máquinas e equipamentos rodoviários, infraestrutura e mobilidade urbana.

De acordo com o prefeito, os parlamentares têm até o próximo dia 16 para confirmar as emendas e os valores sugeridos podem aumentar. “A estimativa é de que se confirme algo em torno de R$ 3 milhões para Santo Ângelo, com a maior parte destinada ao custeio do hospital”, declarou Jacques.

O deputado Eduardo Loureiro salientou que a articulação política de Santo Ângelo no Congresso Nacional rendeu mais de R$ 4 milhões para o HSA no ano passado, ampliando e fortalecendo os serviços em saúde prestados pelo hospital à população local e regional.

Provedor satisfeito com o resultado

Visita ao gabinete do deputado Pompeo de Mattos

O provedor do HSA, Odorico Bessa Almeida, classificou como extremamente positivo o resultado da visita a Brasília. “Ficou dentro do que projetávamos. Tivemos, mais uma vez, a oportunidade de expor a situação e a importância regional do nosso hospital e sensibilizar os parlamentares”.

Segundo Odorico, o prazo final para a apresentação das emendas foi antecipado, encerrando dia 16 deste mês, e a demanda é muito grande. Assim, a sensibilização dos parlamentares através dos números de atendimentos, serviços prestados e população atendida é decisiva. “Esse trabalho de articulação, com as presenças do prefeito Jacques Barbosa e do deputado Eduardo Loureiro é primordial. Conseguimos apoio e emendas de parlamentares que nem são da região, mas que sabem da importância do trabalho do HSA para a comunidade”, afirmou.

Odorico salienta que além dos cerca de R$ 3 milhões estimados, o HSA pode ainda receber outros recursos que terão pedidos encaminhados por alguns deputados junto ao Ministério da Saúde. “Vale lembrar que no ano passado conseguimos a confirmação do repasse anual de R$ 4,5 milhões num trabalho de articulação semelhante”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here