Concluída a reforma da Câmara de Vereadores de Santo Ângelo

0
102

Melhorias irão garantir mais comodidade aos vereadores e melhor atendimento da comunidade

 Foram concluídas as obras de reforma e adequações na Câmara de Vereadores de Santo Ângelo. No local, foram feitas adaptações como, por exemplo, a rampa para pessoas com deficiências, aproveitando as modificações anteriores no piso lateral do prédio. Essa medida facilitará a questão da acessibilidade das pessoas nas instalações, inclusive do vereador Lauri Juliani (PDT) que é cadeirante.

OUTRAS MELHORIAS

O prédio também recebeu outras adequações e melhorias como troca das fiações elétricas, novos gabinetes, pinturas nas paredes e aquisição de mobiliários. No primeiro piso, onde antes funcionava o Setor de Compras da e Arquivos da Prefeitura, foram instaladas novas salas para os vereadores, tendo em vista a ampliação do número de edis de 10 para 15.
Informações repassadas pela Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores revelam faltam apenas alguns mobiliários que estão chegando aos poucos, de acordo com os fornecedores.

ECONOMIA

Outra mudança é a volta do Departamento Contábil para o prédio da Câmara de Vereadores. Os trabalhos eram realizados, anteriormente, num imóvel alugado próximo à Casa Legislativa. O investimento vai promover a redução de despesas do departamento com aluguel. Mensalmente eram gastos R$ 2.867,53. Dados repassados pela Câmara revelam que ao todo haverá uma economia geral de mais de R$ 34 mil reais com essas adequações.

MELHOR ATENDIMENTO

O presidente da Câmara de Vereadores, André Marques, destaca que a reforma vai garantir um melhor atendimento da comunidade e ao mesmo tempo uma maior comodidade para os edis atuarem no Parlamento Municipal. “O nosso pensamento, como dos demais colegas vereadores, é com a comodidade e bom atendimento para a comunidade. Estamos trabalhando com dinheiro público e a economia que faremos com a vinda do setor de contabilidade para o prédio com certeza será revertida em benefícios para a população”, conclui Marques.