Construção de 58 leitos do HSA depende de liberação do Iphae

0
115

Maior preocupação do provedor do Hospital Santo Ângelo é em relação ao projeto do novo hospital

O provedor do Hospital Santo Ângelo, Bruno Hesse, esteve na sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae), na última terça-feira (12), em Porto Alegre, buscando informações para tratar do projeto para a construção de 58 novos leitos na casa de saúde. Hesse esteve reunido com a diretora do órgão, Miriam Sartori, e falou sobre o projeto, que terá investimento de R$ 2,3 milhões.

Na oportunidade, apresentou a obra, que terá mais de 1.300 metros quadrados, localizada na esquina das ruas 15 de Novembro e Bento Gonçalves. Bruno explicou que o projeto foi encaminhado para o engenheiro José Carlos Ferraz, da Secretaria Municipal de Obras, visando à aprovação do Iphae. Ao fazer o encaminhamento, soube que, pelo fato de o local previsto estar dentro do quadrilátero do sítio arqueológico do município, a obra dependerá do parecer do instituto.

NOVO HOSPITAL
A maior preocupação do provedor Bruno Hesse, porém, é em relação ao projeto do novo hospital, de ampliação do HSA, que prevê a construção de um prédio de oito andares na Rua Bento Gonçalves. Em contato com arquitetos e engenheiros, ele obteve a informação de que o Iphae não está autorizando a construção de edificação de prédios com mais de quatro andares.

Bruno acredita que o caso do hospital deveria ser avaliado com atenção pelo instituto e merece um parecer adequado pela importância que a obra vai representar na área da saúde. Ele salienta que, caso não seja possível viabilizar esse projeto, adequações serão necessárias.

O provedor destaca que estão previstos mais de R$ 30 milhões de investimentos numa obra com mais de 10 mil metros quadrados. A planta prevê a construção de 165 leitos de internação; enfermarias com leitos; 20 leitos com UTI adulto; 10 leitos de semi-intensiva; 28 leitos de recuperação; 10 salas de cirurgia; auditório; sala de serviço social; ouvidoria; área administrativa; dois elevadores; novo CME; área para Farmácia; setor de Oncologia e portaria.

O novo hospital é um projeto que faz parte do Plano Diretor de Crescimento Sistêmico, que vai orientar a expansão, setorização e reformulação dos serviços de atendimento do HSA.