Cozinha Comunitária distribui cerca de 90 marmitex por dia

0
185
Projeto coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social beneficia população em situação de vulnerabilidade. Fernando Gomes/AI Prefeitura de Santo Ângelo

A cozinha comunitária que funciona junto ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do Bairro Sepé segue trabalhando em auxílio às famílias carentes durante o período de combate ao novo Coronavírus, com medidas restritivas em vigor.

A cozinha comunitária é um projeto de segurança alimentar coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social. De acordo com a coordenadora do CRAS, Cleusa Lombarde Borchardt, são distribuídas entre 60 e 90 marmitex gratuitamente por dia, de segunda a sexta. O assistente social Jardel Lemos lembra que são em torno de 180 cadastrados. “Mas nem todos buscam os alimentos todos os dias, por isso varia a quantidade fornecida. São pessoas que antes vinham almoçar aqui, mas com as medidas de prevenção agora levam a comida para casa”.

O programa visa promover a melhoria das condições de nutrição e acesso à alimentação de qualidade a populações de baixa renda. A matéria prima é fornecida pelo Banco de Alimentos da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania, e a preparação do cardápio é feita com orientação e acompanhamento de nutricionista.

CAPRICHO
Geni Gonçalves Froes retira o marmitex todos os dias e elogia o auxílio prestado pela Cozinha Comunitária. “Antes almoçava aqui, agora venho e levo a comida. É uma ajuda muito importante e a comida é excelente, feita no capricho”.

A coordenadora, Cleusa Lombarde Borchardt, ressalta que para ser beneficiada com a refeição da cozinha comunitária a pessoa interessada deve, além do cadastramento junto à Secretaria Municipal da Assistência Social, do Trabalho e Cidadania, receber o acompanhamento de uma assistente social.

A Cozinha Comunitária de Santo Ângelo completou em março dez anos de atuação. Ela foi inaugurada em 2010. As cozinhas comunitárias fazem parte do Sistema Nacional de Segurança Alimentar – SISAN, o Governo Municipal mantém o local por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania e tem como parceiros de doações o Banco de Alimentos e o Programa de Aquisição de Alimentos – PAA.

Durante um período este trabalho tão importante para os projetos do CRAS e para quem está em vulnerabilidade social foi suspenso, mas em 20 de fevereiro de 2017, com cinqüenta dias de gestão, por decisão do prefeito Jacques Barbosa, o Governo de Inovação colocou novamente o projeto em funcionamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here