Curso de Direito do Iesa conquista conceito 4 em avaliação do MEC

0
107

O conceito indica a qualidade dos cursos superiores do País

Depois de ter, em outubro, os cursos de Biomedicina e Fisioterapia avaliados com conceito 4 pelo Ministério da Educação, a CNEC Santo Ângelo recebeu a notícia, na tarde de ontem (21), de que seu curso de Direito, com mais de 50 anos de história, obteve o conceito 4 na avaliação realizada in loco.

A visita ao Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo (Iesa) foi realizada nos dias 10 e 11, por dois avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), braço do MEC.

O conceito, divulgado preliminarmente em sistema restrito da instituição de ensino, indica a qualidade dos cursos superiores do País, por meio do estabelecimento de cinco notas – sendo 1 a mais baixa e 5 a mais alta. “A obtenção do conceito 4 pelo curso de Direito representa positivamente o trabalho de excelência que vem sendo realizado por nossos professores, funcionários e pela direção do Iesa”, destaca o coordenador do curso de Direito, professor Gilberto Kerber.

CORPO DOCENTE É UM DOS DESTAQUES
O resultado reúne a avaliação de uma série de itens, a exemplo do corpo docente, estrutura do curso e da instituição, além da organização didático-pedagógica do curso.

Conforme destaca o coordenador, o curso possui atualmente uma das matrizes curriculares mais atualizadas para enfrentar o novo cenário da área do Direito. Além disso, o curso possui um corpo docente formado por mais de 90% de mestres e doutores.

“Todo esse quadro se reflete na boa colocação dos acadêmicos em concursos públicos e no próprio Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em que, só neste ano, tivemos mais de 30 formandos aprovados. Ou seja, o aluno já sai da graduação habilitado para atuar como advogado”, ressalta o professor.

O curso também se destaca por seus espaços de prática acadêmica. Além do Núcleo de Prática Jurídica (NPJ), no qual a mediação também passou a ser trabalhada em 2014, o curso conta com o Balcão do Consumidor, implantado neste ano em parceria com o Procon do Rio Grande do Sul.

“Há uma preocupação em se manter o acadêmico atualizado, preparado e também pronto para ingressar em outros campos, como a docência. A pesquisa vem sendo fomentada por meio do Núcleo Docente Estruturante (NDE), por meio de publicações e da manutenção de projetos de pesquisa e de extensão”, comenta Kerber. O vínculo com os egressos também é forte, com a realização de cursos gratuitos.