Daer diz que ponte sobre o Rio Ijuí não oferece riscos aos usuários

0
398
Dispositivos colocados na reforma de 2011 e peso dos veículos são questionados pela população. Foto: Hogue Dorneles/JM

Mesmo com a posição do Daer afirmando ser segura a ponte sobre o Rio Ijuí, o deputado estadual Eduardo Loureiro entende que por precaução deveria ser realizada uma nova vistoria técnica.

Segundo o deputado, nos últimos dias têm sido de aflição para milhares de motoristas que diariamente utilizam a ponte na divisa de Santo Ângelo com Entre-Ijuís, por conta de fotos publicadas em rede social mostrando que a travessia apresenta rachaduras e danos em sua estrutura. Diante disso, o deputado Eduardo Loureiro enviou ofício ao Daer e ao secretário dos Transportes, Juvir Costela, pedindo imediata vistoria técnica no local, que fica no KM 101 da RS-344.

Secretário estadual dos Transportes, Juvir Costela, recebeu nesta segunda-feira (20) ofício do deputado estadual Eduardo Loureiro solicitando estudo técnico sobre a situação da ponte . Foto: Arquivo JM

Loureiro alerta que a situação precisa ser analisada e esclarecida sob o ponto de vista técnico. “Diante das imagens veiculadas e da enorme preocupação manifestada pela comunidade regional, se faz necessário um amplo e imediato estudo técnico”, observa. Além disso, o deputado acentua que “a ponte em questão liga vários municípios e regiões. Qualquer problema colocará em risco a segurança de milhares de pessoas e causará grandes prejuízos econômicos”.

 

Daer afirma que ponte sobre o Rio Ijuí passou por inspeções técnicas em 2019

 

Ponte foi construída há 67 anos

A ponte foi construída há 67 anos com investimentos do Estado, da União e do município de Santo Ângelo. a época, a nova estrutura substituiu uma antiga ponte de madeira, construída por volta de 1915 numa parceria entre os municípios de Ijuí e Santo Ângelo.
A nova ponte começou a ser erguida na década de 40 e foi inaugurada em 1952.

Demanda Macrorregional 

Na época, Entre-Ijuís era distrito de Santo Ângelo e a ponte vinha a suprir uma demanda macrorregional, já que não havia outras estradas que ligassem a região da Grande Santa Rosa, com o centro do Estado, que cruzasse pelas Missões.

Estruturada para a década de 50 e idealizada para suprir as demandas projetadas até a década de 80, a ponte foi construída para suportar veículos de até 18 toneladas e um tráfego diário de mil veículos.

Reprodução do jornal Missioneiro, de Santo Ângelo, mostra a reportagem do ano de 1918 (foto) quando a ponte de madeira foi inaugurada sobre o Rio Ijuí, no município de Santo Ângelo.

A Villa, citada na legenda da reprodução fotográfica, é atualmente o município de Entre-Ijuís. A “picada”, é a atual ERS 344 – rodovia Sepé Tiaraju. A terceira imagem, a passagem sobre o rio Ijuizinho, era a travessia de Santo Ângelo via São Luiz Gonzaga.

Câmara de Vereados e Prefeitura de Santo Ângelo reiteram pedido de vistoria na ponte

Pedido foi reiterado ainda na manhã de segunda-feira (20), durante diálogo entre presidente da Câmara de Vereadores, Pedro Waszkiewicz, e prefeito Jacques Barbosa. Desde agosto do ano passado já havia este pedido, porém, agora, reforçado com a 14ª Superintendência do Daer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here