Daltrozo expõe planos e metas da OAB Santo Ângelo

0
116

Novo presidente, João Olavo Daltrozo, foi eleito na terça-feira dia 17 de novembro e assume o cargo

No dia 17 de novembro deste mês foi eleita a nova chapa que deve assumir a gestão na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção Santo Ângelo. A posse deve ocorrer nos primeiros dias de janeiro de 2016. A “Chapa 10” foi a vencedora, tendo como presidente o advogado João Olavo Daltrozo, que já atuou como presidente da entidade no ano de 1991 e a partir do próximo ano assume novamente. Daltrozo é formado em direito pelo Cnec/Iesa desde 1976, e é natural da cidade de Catuípe. O Jornal das Missões conversou com Daltrozo com o objetivo de esclarecer planos e metas. Confira na íntegra:

JM: Qual foi a sua motivação para concorrer a presidente da OAB Subseção de Santo Ângelo?
Daltrozo: Em primeiro lugar foi a pedido do grande grupo que nos apoiou de forma insistente. Me pediram para que aceitasse concorrer como presidente e, em um gesto de lealdade com o atual presidente, doutor Itaguaci Meirelles, resolvi aceitar o desafio, ainda que de última hora. Eu já tenho vários anos de trajetória na OAB e então não pude deixar de acolher este pedido, visando levar adiante este trabalho reconhecido pela categoria.

JM: Quais os principais objetivos e desafios de fazer parte da OAB?
Daltrozo: A OAB tem por meta principal cuidar das prerrogativas do advogado. É uma entidade que visa, acima de tudo, atender os interesses da classe e da advocacia gaúcha. Trabalhamos em cima do Estatuto da OAB, que rege, mediante o Tribunal de Ética, o exercício profissional. Um dos desafios que vamos pleitear é a criação de um plano de saúde, que é uma meta de campanha. Já estamos entrando em contato com a Seccional visando implantar nossas metas e a concretização de um plano de saúde compatível, provavelmente via Unimed. Uma das principais metas, também, é a conclusão das obras na Sede da Subseção de Santo Ângelo da OAB. Esta obra colocará a Subseção em uma das mais bem montadas do interior do Estado, com mais de 700m² a disposição dos colegas. Queremos ainda conclamar plantões em área criminal, para chamar os advogados que tem interesse nisso para se habilitarem e serem indicados pela OAB a atender flagrantes.

JM: O que deve mudar com a inauguração da obra de ampliação da sede da OAB?
Daltrozo: Teremos um escritório digital e queremos prestar o auxílio necessário no que se refere ao processo eletrônico. Pretendemos implantar o processo eletrônico, que será viabilizado pelo escritório em que o advogado fará a sustentação oral daquilo que ele necessitar, de Porto Alegre, e poderá fazer via online aqui em Santo Ângelo. A nossa Subseção, provavelmente, será a única do interior a ter esse escritório digital, chamado de Escritório Modelo. É claro que precisamos ainda chegar na formatação certa, e a comissão de obras tem se dedicado para que o prédio seja feito de uma maneira que possa, de fato, atender e ser adequada. Esperamos que, no início do ano, possamos inaugurar essa obra que foi uma grande conquista da atual gestão e que pretendemos dar o devido seguimento.

JM: Que mensagem o senhor deixa para os advogados jovens e para os que têm mais trajetória?
Daltrozo: Para os mais jovens eu diria para que se façam presentes à OAB. É comum a gente ouvir críticas, mas antes disso é preciso vir até a entidade e participar, garantimos que isso vai ser bom e no mínimo vai oferecer um amadurecimento cultural ao advogado. Aos mais velhos, nós só temos a agradecer. Depois de vários anos de atividade acabei voltando a ser solicitado para dirigir a nossa Subseção. Nós, da Chapa 10, julgamos que tivemos sucesso tanto nos mais jovens quanto nos mais velhos. Desejamos também um ano de 2016 bem melhor, que supere as expectativas, e que tenha muita Justiça.