Demam ensina como produzir móveis e decorações com produtos recicláveis

0
99

 Uma máquina caça-níqueís pode ser transformada em porta revista, porta espeto, caixa para presente, porta chaves, mesas, cadeiras e até poltronas. Uma estante pode ser construída a partir de tábuas reutilizadas da construção civil e um monitor de computador pode virar uma lata de lixo.

Móveis, artesanato e decorações confeccionados com materiais recicláveis poderão ser conferidos na Exposição e Espaço Interativo – Nos Caminhos do Lixo, organizada pelo Departamento Municipal de Meio Ambiente (Demam), de 10 a 21 de junho, das 8h às 18h, no Centro Municipal de Cultura. A visitação é aberta ao público e gratuita.

O idealizador da exposição, o tecnólogo em gestão ambiental, Antônio Cardoso, diz que o objetivo é fazer uma reflexão sobre a problemática do lixo. “A exposição foi produzida a partir de materiais possíveis de serem reciclados e reaproveitados, como paletes, pet’s, papelão, papel reciclado, tecido e eletrônicos”, frisa.

Haverá ainda uma exposição de materiais de resíduos sólidos coletados nos Ecopontos e nas coletas seletivas. “Também faremos um resgate da história da coleta seletiva no Brasil e em Santo Ângelo, a partir da criação da Associação Ecos do Verde, e vamos falar do tempo de decomposição de cada material jogado na natureza, a destinação correta dos resíduos como lixos eletrônicos, hospitalares e pneus inservíveis”, destaca Cardoso.

O diretor do Demam, Ricardo Ferreira, salienta que o Departamento trabalha em várias frentes, tanto executando o trabalho de rotina de fiscalização, licenciamento e conscientização ambiental até a realização de eventos como a Semana do Meio Ambiente, que termina neste domingo (9), além de exposições e conferências.” Se até as crianças estão vendo o rio poluído, a terra gemendo e as árvores chorando, precisamos fazer alguma coisa para mudar”, adverte.

A exposição Nos Caminhos do Lixo tem a parceria de escolas municipais, Emater e Projeto Alquimia.