Dengue terá novo protocolo de notificação no município

0
110

Encontro nesta terça-feira no HSA definiu novos procedimentos

A investigação de casos de dengue em Santo Ângelo adotará novo protocolo. A informação confirmada na manhã desta terça-feira pela secretaria interina da Saúde, Andréia Bernardi, visa melhorar a coleta de dados, utilizando uma nova ficha de investigação e rastreando dos casos, conforme orientação técnica especificada pelo Ministério da Saúde.

Segundo ela, a iniciativa deve reduzir o índice de a letalidade dos pacientes vitimados pelo mosquito aedes aegypti, cujo índice de contaminação sofreu uma queda significativa no município a partir de medidas adotadas nos vários níveis de ação da saúde no município.

E para que o novo protocolo seja seguido à risca pelos profissionais de saúde, técnicos da Vigilância Epidemiológica reuniram-se nesta terça-feira para um encontro informativo sobre o novo protocolo. Na ocasião, foram abordados os temas sobre a epidemiologia da doença, as novas diretrizes nacionais para prevenção e controle epidemiológico, a forma de como deve executar a nova dinâmica de investigação sobre casos graves de dengue e a importância do preenchimento da ficha de investigação.

Com esta ação sistemática, a integrante da Vigilância Epidemiológica, Juliane da Rosa, acredita que o índice de letalidade da doença irá diminuir, já que o foco das capacitações é detectar precocemente a dengue, pois esta ação contribui para que as chances de cura aumentem significativamente. “É muito importante que os profissionais realizem uma investigação adequada e eficiente dos casos suspeitos, evidenciando que é imprescindível que o profissional de saúde não espere pelo resultado do exame para agir incisivamente e acompanhe pessoalmente o andamento das amostras”, afirmou.

SINTOMAS

A dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família flaviridae e é transmitida através do mosquito aedes aegypti, também infectado pelo vírus.

Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo. Após a picada do mosquito com o vírus da dengue, os sintomas se manifestam entre o 3º e 15º dia. Entre os sintomas que o paciente apresenta estão a febre alta; dores de cabeça, atrás dos olhos e corpo; perda de paladar e de apetite; moleza; náuseas e vômitos.

Para evitar a proliferação do mosquito e ocorrências de dengue a melhor medida é evitar o acúmulo de água, que é responsável pela reprodução do aedes Aegypti. Os cuidados importantes para combater a proliferação do mosquito da dengue são manter bem tampados caixas, tonéis e barris de água; colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira sempre bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios e não deixar a água da chuva acumulada sobre a laje.