Dia da Criança: Lojistas esperam boas vendas antes do feriado

0
104

Uma pesquisa feita pelo Sindilojas revela que 46% dos lojistas apostam que as vendas se manterão em No mês de outubro ou o Mês das Crianças, as famílias gaúchas presentearão mais de 2 milhões de crianças de até 14 anos, que vivem no Estado. Por conta disso, lojistas estão apostando em incremento nas vendas de brinquedos, roupas e calçados que englobam o vestuário infantil. Também, informática e comunicação, que abrangem a comercialização de jogos e aparelhos eletrônicos, incluindo celulares e tablets. São as atividades comerciais mais impactadas nas vendas que antecedem o Dia das Crianças. 
Em uma loja de roupas e brinquedos infantis, Artelândia, segundo a gerente do estabelecimento, Jane Ritter, até o momento a busca por presentes não foi tão mais alta que em datas comuns, mas sempre se espera que durante o dia anterior ao das crianças (hoje), que as vendas sejam de grande número.
Já na Arroba Café, loja de artigos de decoração, utilidades, entre outros produtos, segundo Tiago da Ponte, funcionário do estabelecimento, no último sábado (8), as vendas já começaram a aumentar, com relação a busca de presentes para crianças. 
O presidente do Sindilojas, Gilberto Aiolfi, afirma que todas as datas comemorativas são muito importantes para o comércio e o Dia da Criança é um diferencial. 
“Estamos uma época em que uma família possui várias gerações envolvidas, fazendo com que se espere que a venda do Dia das Crianças seja favorável”, declarou o presidente.
Uma pesquisa feita pelo Sindilojas Missões revela que os empresários de Santo Ângelo estão apostando no período, trazendo inovações e lançamentos para atender ao público consumidor. 
Dos pesquisados, 46% apostam que as vendas se manterão em relação ao ano passado, 38% acreditam que haverá queda em relação ao período e apenas 16% está otimista, acreditando em aumento no percentual de vendas em relação ao ano passado. 
Quanto ao valor dos presentes, foi apurado que 77% dos pesquisados acreditam que o preço médio dos presentes ficará entre R$100,00 a R$150,00. Os demais,  23%, acreditam em presentes com valores mais baixos. O mesmo percentual de lojistas, 77%, está fazendo algum tipo de promoção na loja para atrair o cliente.