Dia do Advogado: ‘Caminhada na trilha do bem e da justiça’

0
121

Presidente da Subseção da OAB de Santo Ângelo comenta desafios e transformações da profissão

No Dia do Advogado, comemorado hoje, o presidente da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Santo Ângelo, Itaguaci José Meirelles Corrêa, comenta, em entrevista ao Jornal das Missões, sobre as transformações no exercício profissional, decorrentes das novas ferramentas para resolução de conflitos sociais. Além disso, explica os desafios profissionais no atual contexto da atuação dos advogados, “nós temos que ter a lucidez, a tranquilidade, a sanidade de continuarmos defendendo que o grande caminho de transformação social ainda é o caminho do bem, ou seja, do referencial ético, de uma advocacia altiva, verdadeira, vertical e que não se verga, nem pode ser cooptada por este lodaçal de corrupção que perpassa todas as esferas da nossa sociedade”, afirma.

Jornal das Missões: O que este mês representa quanto a atuação dos advogados?
Itaguaci José Meirelles Corrêa: Este mês, muito mais do que um mês de comemoração, é um momento de profunda reflexão pelas notáveis mudanças que estão ocorrendo hoje na relação, não só do advogado com os clientes, não só dos advogados com o Poder Judiciário, mas pela notável transformação dos paradigmas da definição dos conflitos sociais, com novas ferramentas que começam a chegar e novos instrumentos para propiciar a resolução de conflitos. Alguns deles, buscando via a conciliação e arbitragem, outros através da mediação exatamente para tentar diminuir, esta enxurrada de ações que vêm asfixiando o Poder Judiciário, principalmente o Poder Judiciário Estadual, de uma forma a cada ano mais absurda, de um modo que o próprio Poder Judiciário não consegue fazer frente à demanda social, postergando indefinidamente a solução dessas disputas processuais. Eu diria aos colegas advogados que nós temos que ter muito cuidado e aumentarmos a intensidade da reflexão porque eu entendo que estamos em um momento de profunda transformação, e nós precisamos nos adequar a estes novos tempos.

JM: Estas transformações são os principais desafios atuais no exercício profissional?
Itaguaci: Na verdade, diria que as transformações estão ocorrendo de modo muito rápido em todo o contexto social. A sociedade no seu todo está sendo desafiada, está sendo passada a limpo, nós estamos vivenciando este momento doloroso nesta corrupção endêmica que tomou conta do país e por vezes, eu digo isso nas entregas de carteiras aos novos advogados, chega a ser até paradoxal, você fazer um discurso na defesa da ética ao mesmo tempo em que estas sandices, tomam conta de todo o tecido social, atingindo todos os segmentos, levando a um grau de profunda desesperança. Nós temos que ter a lucidez, a tranquilidade, a sanidade de continuarmos defendendo que o grande caminho de transformação social ainda é o caminho do bem, ou seja, do referencial ético, de uma advocacia altiva, verdadeira, vertical e que não se verga, nem pode ser cooptada por este lodaçal de corrupção que perpassa todas as esferas da nossa sociedade. Os advogados e a OAB no seu todo foram vanguardeiros e por isso este 11 de agosto é o Dia do Advogado e merece ser reverenciado por todos, exatamente porque a advocacia continua sendo um baluarte buscando seguir a caminhada sempre na trilha do bem e da justiça, por vezes incompreendida, mas na sua imensa maioria, sempre tendo o desafio altivo de uma projeção das coisas boas logo adiante.

JM: Qual é a essência da profissão?
Itaguaci: É transformar e materializar o mundo que nos cerca, sempre trabalhando a melhor de todas as causas, a justiça, seja ela a justiça de restaurar, a justiça de projetar, ou a justiça concreta, onde as odiosas disseções sociais devem ser minimizadas, caso não sejam extirpadas. É assim que nós pensamos a advocacia.

JM: O que a reconstrução da nova sede da Subseção da OAB de Santo Ângelo representa para os advogados?
Itaguaci: Eu diria que nós, advogados de Santo Ângelo, estamos orgulhosos da retomada da construção desta nossa sede, na sua reestruturação, não porque seja uma conquista da nossa gestão, mas porque é antes de mais nada uma correção de uma distorção histórica, de uma obra semiacabada nos fundos da sede que não tinha uma utilização. Então, nós nessa ideia de reconstrução funcional conseguimos corrigir esta distorção, conseguimos junto ao poder público municipal transferir em definitivo o imóvel para a Subseção, que agora oficialmente é dos advogados, e lá está em franca ebulição a reconstrução. A sede será ampliada, melhorada, ser estruturada para melhorar e servir ainda mais os advogados. Eu diria, sem medo de errar, que é o resgate de uma estrutura para o exercício da advocacia. E quero agregar, embora dificilmente se materialize em nossa gestão, um projeto que já está sendo encaminhado em Porto Alegre, para criação de um escritório digital, para propiciar que os advogados que tenham causas nos tribunais superiores, ao invés de se deslocarem para fazer sustentação oral no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), no Tribunal Regional Federal, vão para a sede da OAB de Santo Ângelo e façam a sustentação oral daqui, evitando os riscos, e custos do deslocamento para a capital do Estado. É um projeto alvissareiro também, mas tudo decorre da reconstrução da nossa sede, porque neste projeto esta sala está prevista e já estará sendo entregue juntamente da obra, que tem uma projeção de oito meses, e segundo o empreiteiro poderá ficar pronta até o final do ano. O que importa é que a obra seja construída e seja logo adiante entregue aos advogados. Penso que é sim uma notável conquista dos advogados de Santo Ângelo.

JM: A Subseção da OAB de Santo Ângelo terá alguma programação especial no mês dos advogados?
Itaguaci: Além de encontro esportivo realizado no sábado (8) serão realizadas duas oficinas com o objetivo de dar suporte aos advogados para treiná-los nos procedimentos eletrônicos, instaurados na Justiça Comum Estadual e na Justiça do Trabalho. São novas ferramentas que exigem uma atuação mais firme da Ordem para propiciar que os advogados passem a dominar essa nova ferramenta e não tenham prejuízos nem problemas no exercício profissional. As oficinas ocorrem amanhã e quinta-feira (13), às 14h, na Sede da OAB de Santo Ângelo no primeiro dia a oficina é dirigida à Justiça do Trabalho e no segundo dia à Justiça Comum Estadual e ao Juizado Especial Cível. No dia 23 de agosto haverá passeio ciclístico, a partir das 10h, com saída da Praça Leônidas Ribas (Praça do Brique). No dia 22 terá churrasco na sede campestre do Clube Gaúcho. Os cartões podem ser retirados na Sede da OAB e são gratuitos aos advogados, aos acompanhantes o valor é de R$ 20 a unidade.