Diocese de Santo Ângelo completa 50 anos de instalação nesta terça

0
76

Celebração festiva será dia 17, em frente à Catedral Angelopolitana

Nesta terça-feira, 12 de junho, a Diocese de Santo Ângelo completa seu Jubileu de Ouro. Criada em 22 de maio de 1961, a diocese foi solenemente instalada em 12 de junho de 1962, portanto, há 50 anos.

A Diocese de Santo Ângelo foi criada pelo Papa João XXIII, por meio da Bula Apostolorum Exemplo, no dia 22 de maio de 1961. Foi desmembrada da Diocese de Uruguaiana, com a única exceção da paróquia de Boa Vista do Buricá, que antes pertencia à Diocese de Santa Maria. A nova Igreja Particular recebeu o nome oficial de “Diocese Angelopolitana”, com sede em Santo Ângelo.

No dia 20 de maio de 1962, foi ordenado o primeiro bispo de Santo Ângelo, Dom Aloísio Lorscheider, na Catedral de Porto Alegre. Aos 12 de junho do mesmo ano, foi solenemente instalada a nova Diocese Angelopolitana, e Dom Aloísio assumiu seu encargo. Essa solenidade contou com a presença do então Núncio Apostólico no Brasil, Dom Armando Lombardi, de 10 bispos, de numeroso clero e de cerca de 10 mil fiéis. Teve por local a esplanada da Catedral Angelopolitana. Dia 12 de junho deve, portanto, ser considerada a verdadeira data de fundação da Diocese Angelopolitana.

HISTÓRIA E ESTRUTURA

A Diocese de Santo Ângelo nasceu no contexto da realização do Concílio Vaticano II. Sua proposta de renovação da Igreja foi introduzida na Diocese pela atuação de Dom Aloísio Lorscheider. O expressivo período do ministério episcopal de Dom Estanislau Amadeu Kreutz representou continuidade dessa proposta pastoral e sua intensificação. O governo pastoral de Dom José Clemente Weber segue nessa perspectiva.

A Diocese de Santo Ângelo ocupa uma área de 19.284 km² no Noroeste do RS, abrange 47 municípios, com população estimada em 465 mil habitantes. São 40 paróquias constituídas e cerca de 1.000 comunidades organizadas.

CELEBRAÇÃO

A celebração festiva do cinquentenário da Diocese Angelopolitana será no próximo domingo (17), em frente à Catedral.
A programação inicia às 13h30min, com recepção e acolhida; 14h30min, com missa festiva; 16h, apresentações artísticas locais; e 17h, participação especial do cantor Antônio Cardoso. O convite feito pela Diocese anuncia ainda que uma das atrações será a execução em conjunto dos cantos da missa por 270 cantores, provenientes das paróquias.

A expectativa é reunir cerca de 8 mil pessoas. 

ATA DA INSTALAÇÃO

Aos doze dias do mês de junho de mil novecentos e sessenta e dois, na Igreja do Santo Anjo da Guarda, na cidade de Santo Ângelo, Estado do Rio Grande do Sul, presentes vários Exmos. Srs. Bispos, outras autoridades, Membros do Clero Diocesano e Regular, e grande número de fiéis, sob a presidência do Exmo. e Revmo. Sr. Dom Armando Lombardi, Núncio Apostólico no Brasil, Executor das Bulas Pontifícias, foram lidos publicamente os seguintes documentos: Bula Pontifícia Apostolorum Exemplo e o Decreto de Execução da Mencionada Bula, sendo assim, canonicamente, instalada a nova Diocese de Santo Ângelo.