Empresa não retoma obra de recuperação do Aeroporto

0
103

Seinfra poderá rescindir o contrato com a Cotrel, e segunda colocada assumir o serviço

A Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) poderá rescindir o contrato com a empresa Cotrel Terraplanagem e Pavimentação de Santa Maria, responsável pela obra de recuperação do Aeroporto, caso não retome os trabalhos no Aeroporto Regional de Santo Ângelo. A informação é do engenheiro do Departamento Aeroportuário da Seinfra, Jorge Tadiello.

O engenheiro explica que, embora não existe uma data definida para a retomada da obra, a secretaria poderá rescindir o contrato com a Cotrel. Com essa medida, a empresa que ficou em segundo lugar poderá assumir os trabalhos, havendo acerto de valores com o Estado. “Nós atendemos os pedidos da Cotrel com reajustamento dos valores previstos no contrato e também um aditivo do prazo para a entrega da obra. Fizemos várias notificações à empresa, mas até o momento não foi resolvido esse problema. A Cotrel, além de perder o contrato, estará sujeita a multas”, diz.

O QUE FOI FEITO
A obra do Aeroporto Regional de Santo Ângelo começou no dia 1º de julho de 2013 e a previsão de término era de quatro meses pelo contrato original. A Cotrel fez parte da terraplanagem, todo o cercamento no entorno do aeroporto, recuperação de parte da base da pista e fresagem do asfalto em trechos danificados.

O QUE FALTA
De acordo com o engenheiro Jorge Tadiello, falta a pavimentação asfáltica da pista do aeroporto, a conclusão de parte do aterro e a pintura da sinalização.