Estado vai priorizar 56 acessos aos municípios sem asfalto, destaca Loureiro

0
105

Para o deputado proponente, a reunião cumpriu com o objetivo de clarear a situação

As obras de acesso asfáltico em 56 municípios gaúchos são prioritárias para o governo do Estado neste ano. A informação foi apresentada nesta terça-feira (5), durante audiência pública que lotou o Memorial do Legislativo, numa promoção da Comissão de Assuntos Municipais por solicitação do deputado estadual Eduardo Loureiro (PDT).

Conforme o diretor-geral do Daer, Ricardo Nunes, até metade do ano passado eram 105 cidades sem um único acesso asfaltado, número que diminuiu com o término de 25 trechos. Dos 80 que ainda aguardam pelo tão sonhado asfalto, 56 terão prioridade, sendo que 15 deles estão praticamente concluídos, devendo ser entregues em breve. As obras de outros 41 acessos irão começar nos próximos meses, amparadas em R$ 100 milhões emprestados pelo BNDES. Já a situação dos 49 restantes é mais delicada, pois vai depender de novas linhas de financiamento externo que o Estado venha a contrair, o que está previsto somente para 2016.

Para o deputado proponente, a reunião cumpriu com o objetivo de clarear a situação dos acessos municipais junto ao novo governo e de compreender o planejamento do Daer e da Secretaria dos Transportes para concluí-los. “O encontro foi muito produtivo, um debate de alto nível, mas o assunto não se esgota com a audiência, vamos propor um grupo de trabalho para acompanhar a execução dessas obras tão necessárias ao desenvolvimento do Estado”, destacou.

O secretário dos Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, disse que o cronograma segue uma conduta de muito diálogo com os prefeitos e as comunidades, mas que nenhum trecho será iniciado sem que antes se conclua aqueles já iniciados. O presidente da Associação dos Municípios das Missões e prefeito de Giruá, Fabiam Thomas, salientou a conclusão da VRS-867 como essencial para o desenvolvimento da região. “Na rodovia, estão situadas empresas que geram mais de R$ 1 milhão por dia em ICMS para o Estado. A maior importadora de canola da América Latina, por exemplo, fica ali situada”, acrescentou Fabiam Thomas.

A audiência contou com prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias de vários municípios sem asfalto. O Tribunal de Contas do Estado esteve representado pelo auditor Rafael Stolfo e a Famurs pelo prefeito de Dois Irmãos das Missões, Derli Quadros, que é presidente da frente dos municípios sem asfalto.