Feaagri pode ser transferida para dezembro

0
75
Prefeito jacques, deputado Eduardo, Diomar, Àlvaro e Casarin trataram da hipótese de transferência do evento. Foto: Fernando Gomes/AI Prefeitura de Santo Ângelo

A 10ª edição da Feira da Agroindústria e da Agricultura Familiar (Feaagri Missões) pode ser transferida para o mês de dezembro em razão da pandemia do novo Coronavírus. A feira está prevista para acontecer em setembro deste ano no Parque Municipal de Exposições Siegfried Ritter, em Santo Ângelo.

A hipótese de transferência foi tema de reunião no gabinete do prefeito Jacques Barbosa, com a presença do deputado Eduardo Loureiro, do presidente da Comissão Organizadora, Daniel Casarin, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais; do coordenador das Agroindústrias e das Associações de Produtores da Secretaria Municipal da Agricultura, Diomar Formenton; e do chefe do Escritório local da Emater, Álvaro Uggeri Rodrigues.

Diante do cenário de incertezas provocado pela pandemia nas áreas social e econômica, as autoridades mostram-se preocupadas com a realização da feira e uma nova data foi sugerida para a primeira quinzena de dezembro.

A proposta será levada a uma reunião ampliada com a participação dos representantes das entidades e instituições que integram a comissão organizadora, agendada para o dia 5 de junho, às 8h30min, no auditório do Centro Municipal de Cultura.

Na avaliação do prefeito Jacques, todos os segmentos produtivos sentirão os efeitos na economia, não apenas pela pandemia do novo Coronavírus, mas também pela estiagem prolongada que atingiu o Rio Grande do Sul com prejuízos vultosos para o setor primário.

Jacques lembrou ainda, que há claras divergências entre os cientistas sobre o período de duração da pandemia e das recomendações da Organização Mundial da Saúde relacionadas aos eventos com grande circulação de pessoas. “São fatores que devem ser considerados para o adiamento da Feaagri”, defendeu o prefeito.

Segundo adiamento

Se confirmada a transferência da Feaagri Missões, será a segunda edição consecutiva que a feira tem a sua realização adiada em razão de crises nacionais. Em 2018, em função do movimento nacional de paralisação dos caminhoneiros pela redução nos preços dos combustíveis, a nona edição foi transferida de maio para setembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here