Festa dos Navegantes de Porto Mauá teve a presença de homem que participou da primeira edição

0
126

Marcírio Felizardo da Luz tem 97 anos e hoje reside em Tuparendi

Sob um calor de 42ºC, a 83ª Festa de Nossa Senhora dos Navegantes de Porto Mauá foi realizada no último domingo (2). A programação se iniciou às 6h, com alvorada festiva e um carro de som percorrendo as ruas da cidade anunciando o evento. A procissão a pé, com o deslocamento da imagem de Nossa Senhora dos Navegantes da capela ao local da festa, começou às 9h, sendo sucedida pela missa.

A procissão fluvial sobre as águas do rio Uruguai se iniciou às 11h. A bênção de São Braz foi realizada às 14h e, às 15h, teve início uma reunião dançante animada pelas bandas Pop Sul e Monte Carlo. O retorno da imagem à capela, que estava programado para as 16h, ocorreu às 18h. O Gol 0 km da ação entre amigos foi sorteado para Jardel Schroder, de Santa Rosa, e para finalizar a festa foi realizado um sarau dançante a partir das 21h, animado pela banda San Marino.

Fiéis de diversos estados estiveram presentes, e também houve faixas do Brasil e da Argentina pedindo a não construção de barragens na região. Nos próximos dias, o coordenador da Comunidade Católica, Valcir Barcellos Farias, divulgará o balanço da festa.

MARCÍRIO DA LUZ PARTICIPOU DA PRIMEIRA FESTA
O senhor Marcírio Felizardo da Luz, 97 anos, nascido em outubro de 1916, esteve presente ao evento. Ele, que é natural de Carazinho, participou da primeira edição da festa, em 1931, e hoje reside no Distrito de Cinquentenário, interior de Tuparendi.

Em 1924, quando tinha de 7 para 8 anos, passou a residir na Barra do Jacaré, primeiro nome de Porto Mauá. Ele morava na cidade quando ocorreu o naufrágio da balsa que deu origem à Festa dos Navegantes. Além da primeira edição, Marcírio esteve presente na segunda, em 1932, e na terceira, em 1933.