FGTS: Senado aprova ampliação do saque imediato

0
155
Caso a lei seja sancionada por Bolsonaro, quem já retirou o dinheiro poderá sacar o restante.

Ainda na terça-feira (12) o Senado aprovou a ampliação do valor do saque imediato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de R$ 500 para R$ 998. O texto já passou pela Câmara e agora vai para sanção do presidente Jair Bolsonaro – que ainda em julho havia assinado a Medida Provisória (MP). Caso a lei seja sancionada por Bolsonaro, quem já retirou o dinheiro poderá sacar o restante.

Mas atenção, o texto estabelece que só poderá realizar esse saque total o trabalhador que tinha um saldo de até um salário-mínimo (R$ 998) em 24 de julho deste ano, quando a MP entrou em vigor. Para quem tinha mais de um salário-mínimo na conta do FGTS, o saque continua limitado a R$ 500.

O relator, deputado Hugo Motta (Republicanos-PB), incluiu em seu parecer prazo de 180 dias a partir da sanção presidencial para a retirada de valores residuais de R$ 80.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here