Governo do Estado licita primeiro trecho do asfaltamento entre São Luiz Gonzaga e Rolador

0
85

Início das obras está previsto para novembro

O Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Seinfra) e do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), publicou a licitação do projeto de asfaltamento da ERS-165, entre São Luiz Gonzaga e Rolador. A obra, de 24,5 km, é orçada em R$ 30 milhões. A abertura das propostas deverá ocorrer no dia 21 de setembro, e, para novembro, está previsto o início das obras.

O anúncio foi feito pelo governador Tarso Genro na manhã desta terça-feira (21), no Palácio Piratini, durante audiência com lideranças da região, prefeitos dos municípios de Rolador, Cerro Largo e Campinas das Missões, além de deputados estaduais, federais, secretários de Estado e representantes da Universidade Federal da Fronteira Sul e estudantes.

“Sabemos da importância dessa estrada para o desenvolvimento da região. Estamos licitando um trecho da rodovia e estudaremos o planejamento e a execução de outros pontos que necessitam primeiro do projeto e depois da execução orçamentária”, explicou o governador ao grupo.

Cerro Largo a Cândido Godói
O secretário de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, observou que a obra está prevista no Plano de Obras Rodoviárias 2012-2014, que contemplará a pavimentação do trecho entre Cerro Largo e São Luiz Gonzaga. “O município de Rolador escolheu como prioridade o acesso para São Luiz Gonzaga e nós vamos respeitar esta decisão”, afirmou o secretário, destacando o compromisso do Governo com os municípios sem acesso asfáltico.

“A ERS-165, de ponta a ponta (cerca de 60 quilômetros), é muito importante, por ligar regiões produtoras e envolver muita gente. Os primeiros 24 km estão sendo licitados, desde São Luiz Gonzaga, passando por Rolador, e até cinco quilômetros antes de Cerro Largo serão iniciados ainda neste ano”, lembrou Beto Albuquerque. “Para o trecho até Cerro Largo, estamos tendo que refazer o projeto, devido ao alagamento da barragem de São José. Já para a outra etapa, de Cerro Largo até Cândido Godói, será feito um novo projeto, atendendo pedido do governador, para inclusão em novos programas de financiamento”, acrescentou.

De acordo com o diretor de Gestão e Projetos do Daer, Luiz Carlos Oliveira, logo após a conclusão do processo licitatório, será decretada a ordem de início da obra.

Polo universitário

Para o prefeito de Cerro Largo, Adair José Trott, a obra é de suma importância para o desenvolvimento da região. “A região, além de ser forte na agricultura e pecuária, está se transformando num polo universitário com a Universidade Federal da Fronteira Sul viabilizada pelo então ministro da Educação, Tarso Genro”, observou Trott, lembrando que a estrada é aguardada desde 1998.

O coordenador administrativo da Universidade, Melchior Mallmann, afirma que a ligação asfáltica da região é fundamental para a instituição. “A Universidade já está sendo erguida com alguns blocos e laboratórios prontos. Mas para que possa atender seus alunos e evitar o êxodo rural dos nossos jovens, é necessário que os acessos sejam melhorados e contamos que o governador Tarso, sensível às causas sociais e à educação, nos ajude neste pleito”, manifestou-se Mallmann.