Grande Pippi vai evidenciar a história da Família Real e a Cultura do Nordeste

0
94

Segundo a presidente, cerca de 400 pessoas entrarão na avenida

 A Escola de Samba Grande Pippi vai trazer para a avenida o samba enredo “Sou arretado – cabra da peste, emoção e encanto num cordel do Nordeste”, que evidenciará a vinda da Família Real ao Brasil e os diferentes aspectos da cultura do Nordeste. O samba é composto por Luis Carlos Leite e Rogério Velci Peppe e vai retratar em forma de cordel os encantos desta região do país.
Conforme a presidente, Eva Porciúncula, a Grande Pippi entrará na avenida com 400 pessoas. “Quem estiver na Rua Marechal Floriano poderá conferir uma gama de cores, bem típica das figuras ilustrativas do Nordeste, com detalhes em rendas, bordados, fitas, lantejoulas, pastilhas e outros elementos”, conta.
A presidente, que também é carnavalesca, conta que o primeiro carro alegórico vai trazer o abre alas com o Cisne Real – símbolo da escola, e a chegada da Família Real ao Brasil. No segundo, serão apresentadas as superstições das bruxas, o pavão misterioso, a lua cheia e o lobisomem. Já o terceiro vai mostrar a vida do sertanejo e sua relação com o boi e por fim no quarto carro alegórico será apresentada a igreja, o arraial, as festas juninas e suas bandeiras.
INTEGRANTES
A Escola de Samba Grande Pippi possui os seguintes destaques: o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira são Tiago Rieth e Ana Rúbia Dornelles, o 2º casal, Claudinei dos Santos e Maria Eduarda Oliveira, e o 3º casal (mirim) Argel Silva de Lima e Tainara da Silva. A 1ª porta estandarte será Kimberlly Porciúncula Maso e a 2ª porta estandarte Paula Zimmer Mattos. O 1º mestre de bateria Keni Roger Andrade de Freitas e o 2º mestre de bateria Antônio Carlos da Silva (Batu). Na Harmonia, o puxador é Daniel Moura junto com Ricardo Andrade de Freitas, João Cócaro, Sidnei Garcia, Moroni Souza e Marcos da Silva (o Pateta).