Homem confessa autoria de homicídio ocorrido no domingo

0
130

Após perseguição a cavalo, Adroaldo de Melo Lamarque, foi morto a golpes de faca

O fim de semana de feriado registrou um homicídio em Santo Ângelo. Um homem foi morto a golpe de faca, por volta das 13h30min de domingo (6), na Rua Vanise Colla Trevisan, no Bairro Pilau, zona Leste da cidade.

A vítima foi identificada como Adroaldo de Melo Lamarque, de 40 anos. Tanto Lamarque, quanto o autor do crime estavam a cavalo.

Eles teriam tido um desentendimento e o acusado efetuou golpes de faca. A vítima chegou a ser socorrida no Hospital Santo Ângelo (HSA), mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o delegado Rogério Junges, titular da Delegacia de Polícia (DP) de Santo Ângelo, o autor foi identificado na tarde de ontem. “Na tarde de terça-feira compareceu à delegacia um suspeito que confessou o crime. Identificamos essa autoria através de informações obtidas logo após o homicídio. De acordo com o acusado, houve uma perseguição a cavalo, que iniciou no Bairro Vera Cruz até o Bairro Pilau, quando Adroaldo foi morto com golpes de faca. O motivo do crime, de acordo com o depoimento do acusado, foi que Adroaldo estava perturbando a mãe do executor. A investigação agora segue para saber se existem mais pessoas envolvidas no crime e se esta versão é verídica”, destaca.

Adroaldo Lamarque é pai do menino Rafael Lamarque, de 9 anos, assassinado em janeiro deste ano em Santo Ângelo, pela sua companheira. Adroaldo Lamarque já tinha antecedentes criminais.

RELEMBRE O CASO
Uma mulher de 38 anos confessou ser a autora do segundo homicídio do ano em Santo Ângelo. Ela foi indiciada por homicídio qualificado. A mulher, segundo a polícia, teria um relacionamento com o pai da criança (Adroaldo, que foi morto neste domingo). O menino Rafael Lamarque, de 9 anos foi morto na noite de 13 de janeiro, quando foi considerado como desaparecimento. O menino foi encontrado quando populares que se deslocavam para o trabalho visualizaram o corpo no Rio Itaquarinchim

Imediatamente integrantes das forças de segurança pública do município foram comunicadas do ocorrido, e se deslocaram até o local.

Segundo informações da Delegada de Polícia Luciana Cunha, que assumiu o caso, a criança estava com um fio enrolado ao pescoço.