Idosos do bairro Pippi dão início a colheita em horta comunitária

0
105

Plantação de verduras fica junto ao Cras Centro Social Urbano

Idosos que fazem parte do projeto social Idoso Protegido, da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Cidadania (SMASTC), iniciaram na manhã desta segunda-feira (19), a colheita das primeiras unidades de verduras que foram plantadas numa horta comunitária, construída junto ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Centro Social Urbano, no bairro Pippi. As mudas e sementes foram fornecidas pela SMASTC.

Os pés de alface foram entregues ao secretário de Assistência Social André Marques e à sub-secretária Rosa Severo, pelos idosos Otacílio dos Santos e José Paulo da Luz, que participam do projeto.

Segundo o técnico agrícola, Antônio Welter, que ministrou as aulas de horticultura, foram plantados 600 pés de alface, 200 pés de beterraba, 200 cabeças de repolho, 20 pés de tomate, rúcula, pimentão, cebolinha verde, mandioca e milho.

Para o idoso Otacílio dos Santos, 73 anos, o projeto é uma forma que encontrou para aprender mais alguma coisa na vida. “Venho aqui e me divirto. É uma forma de se entreter. O corpo precisa disso e não pode parar de se movimentar”, disse.

A consciência da produção de alimentos para a sobrevivência é ressaltada pelo idoso José Paulo da Luz, 61 anos. “Eu me sinto muito feliz em participar deste projeto. Na vida, aprendi que não devemos apenas consumir, mas ajudar a produzir alimentos”, frisa.

A produção das verduras servirá para o consumo dos próprios idosos e suas famílias, bem como, aos participantes dos demais projetos sociais da secretaria. “Nós vemos isso como uma atividade que busca garantir uma alimentação saudável para esses idosos”, observa o secretário André Marques.

Segundo a sub-secretária Rosa Severo, este é o início de um projeto que tende a crescer, com a sua ampliação e o aumento de participantes.