II Mostra das Engenhocas apresentou nove protótipos

0
113

Júri avaliou quesitos como design, sustentabilidade, direção e sistemas de freio e segurança

Aconteceu neste domingo (13), a II Mostra das Engenhocas, com o intuito de estimular a produção de protótipos por acadêmicos do primeiro semestre de Engenharia Mecânica da URI Santo Ângelo. O evento reuniu estudantes, professores, pais e patrocinadores em uma competição, onde nove veículos sem motor ou mecanismo de tração desceram uma lombada de 250 metros.

Os protótipos são projetados e construídos por acadêmicos do 1º semestre de Engenharia Mecânica, na disciplina de Introdução à Engenharia, ministrada pelo professor Flávio Kieckow. “É uma introdução para os projetos. Para isso, é lançado um desafio no qual os participantes terão que conceber, construir e trabalhar nos protótipos. Isso também ensina o trabalho em equipe”, destaca o professor Flávio. Ele ainda salienta o desafio representado pela competição, pelo fato de os acadêmicos estarem ingressando no curso e não terem conhecimento técnico.

A estudante Gabriella Casarin, que participou da competição, destaca o auxílio recebido na confecção dos protótipos: “A gente até pensou que seria mais complicado, mas os monitores da oficina nos ajudaram bastante”. A produção dos veículos foi feita a partir de reaproveitamento de peças, e os trabalhos de solda foram realizados nos laboratórios da URI Santo Ângelo.

“A melhor parte foi ver o projeto pronto. No início foi complicado, mas também foi um incentivo para a gente procurar conhecimento”, ressalta a acadêmica Bárbara Wilhel. Os grupos para a execução dos veículos eram formados por até cinco acadêmicos, que trabalharam no projeto desde abril.

Na descida da lombada, o júri avaliou quesitos como criatividade, design, sustentabilidade, conforto, direção e sistemas de freio e segurança. Os jurados foram egressos do curso de Engenharia Mecânica, que hoje atuam em empresas da região, nas áreas de projeto e fabricação. Empresários patrocinadores do projeto Uribaja, professores e acadêmicos do curso também estiveram envolvidos na organização do evento. Após o percurso ser cumprido pelas nove equipes, os cinco protótipos com melhor avaliação tornaram a fazer o trajeto. No resultado, a equipe “Mercury” ficou em primeiro lugar, com “Cortando Giro” e “Inimigos do Freio” ficando com a segunda e terceira colocações, respectivamente. Os três vencedores receberam troféus confeccionados nos laboratórios da URI, pelo professor Elias Fernando Ferst e o auxiliar de laboratório Felipe Zorzo.

Após a competição, os acadêmicos também participaram de almoço de confraternização. “A Mostra está cada ano maior, é um momento para que os acadêmicos possam pôr em prática os conhecimentos aprendidos em sala de aula”, frisa Flávio Kieckow. A terceira edição do evento está prevista para o ano que vem.