Índice de ocupação de leitos de UTI é de 47,2% em Santo Ângelo

0
131
Contrato dos 15 leitos no HSA que estão sendo custeados pelo Governo Municipal foi assinado no dia 15 de maio. Foto: Fernando Gomes/AI Prefeitura de Santo Ângelo

Ações como a contratação de 15 leitos específicos para casos de Covid-19 no Hospital Santo Ângelo (HSA) pelo Governo Municipal e conquista de nove novos leitos de UTI são ações que referendam o índice de Santo Ângelo e região no levantamento feito pelo Governo do Estado

Santo Ângelo e a região das Missões apresentam o menor índice de ocupação dos leitos de UTI no levantamento realizado pelo Governo do Estado dentro da macrorregião que também possui como polos regionais Cruz Alta, Santa Rosa e Ijuí.

Com 36 leitos de UTI disponíveis, sendo 19 deles no HSA, a região liderada por Santo Ângelo possuía ocupação de 47,2% no boletim atualizado às 17 horas no site do Estado. O maior índice de ocupação na macrorregião era de Ijuí, que alcançava 84,6% enquanto Santa Rosa tinha ocupação de 76,9% e Cruz Alta, 56,3%.

No Estado, índices menores do que o de Santo Ângelo e região apareciam apenas Taquara, com 30% e Bagé, com 40% de ocupação. O índice mais alto era da região de Novo Hamburgo, com 89,5%.

Planejamento e articulação

Para contar com uma situação privilegiada em termos de leitos clínicos e de UTI disponíveis e contar com índice de ocupação com menos de 50%, foi preciso planejamento, organização e articulação política.

A primeira ação que resultou num avanço dentro do quadro de atendimento hospitalar na pandemia foi realizada pelo Governo Municipal de Santo Ângelo. O prefeito Jacques Barbosa e o secretário de Saúde, Luis Carlos Cavalheiro acertaram a contratação de 15 leitos específicos para tratamento de casos da Covid-19 no Hospital Santo Ângelo (HSA).

O investimento é significativo, podem alcançar em torno de R$ 1 milhão em três meses. “São valores realmente significativos, especialmente em meio a crise financeira porque passam os municípios, com queda acentuada de receita. Entretanto, vale o esforço por dar um suporte fundamental para o atendimento da população em meio a uma pandemia como a que estamos enfrentando”, comenta Jacques.

O secretário Luís Carlos Cavalheiro observa que desde o início da pandemia, todas as ações do Governo Municipal foram feitas no sentido de organizar uma estrutura que absorva a demanda da pandemia. “Essa sempre foi a nossa prioridade e os números comprovam o acerto da estratégia”, acentua.

O deputado estadual Eduardo Loureiro lembra que a articulação política que conquistou o aumento de nove leitos na UTI do HSA também foi decisiva para esse cenário. “Já estamos vivendo um período de dias mais frios, consequentemente com maiores riscos e a disponibilização desses leitos é uma ação decisiva para que a população seja amparada nesse momento”, afirma.

Casos chegam a 82 e número  de recuperados aumenta para 68,29%

Com mais três pacientes recuperados nas últimas 24 horas, o índice de pessoas infectadas que se recuperaram do novo Coronavírus (Covid 19) aumentou para 68,29%.

Dos 82 casos confirmados neste ano, são quatro óbitos, 56 pacientes são considerados recuperados e são 22 casos ativos, com 18 pessoas em boa recuperação domiciliar e quatro internados, estando três na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e um na Unidade A do Hospital Santo Ângelo (HSA). Além disso, são 18 casos suspeitos que aguardam o resultado do exame laboratorial junto ao Laboratório Central do Estado (Lacen).

Dois novos casos foram registrados na tarde desta sexta-feira (5), um por meio do Laboratório Central do Estado e o segundo por teste rápido.

O resultado do Lacen é referente a uma idosa de 82 anos, que se encontra internada no HSA. O teste rápido acusou positivo em uma mulher de 33 anos, que teve contato social com caso já confirmado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here