Judiciário Federal realiza paralisação na tarde de hoje

0
105

Servidores buscam a derrubada do veto ao projeto de reposição salarial

Os servidores do Judiciário Federal de Santo Ângelo paralisam as atividades na tarde desta terça-feira das 13h30 min às 15h30min. Mobilizações serão realizadas em todo o país durante o dia de hoje. A paralisação simbólica em Santo Ângelo será realizada para pressionar a derrubada do veto ao projeto de reposição salarial da categoria. A mobilização decorre em razão de que hoje, no Congresso Nacional, será realizada a apreciação dos vetos da presidente, entre eles, o que trata do reajuste do Judiciário Federal.

O veto aplicado pela presidente Dilma Rousseff no dia 22 de julho deste ano, derruba o reajuste para servidores do Judiciário, que varia entre 53% e 78%. De acordo com o Ministério do Planejamento, essa proposta deve gerar uma despesa de R$ 5,3 bilhões no ano que vem. Em quatro anos, até 2019, o custo total será de R$ 36,2 bilhões.

Neste ano, o Judiciário Federal realizou a maior greve da história da categoria, com 115 dias de duração. Os servidores ficaram nove anos sem reajuste. O Supremo Tribunal Federal (STF) reconhece que, ao fim de 2015, as perdas salariais chegarão a quase 50%, considerando a inflação do período.

ENTENDA O CASO
Os servidores defendem que seja mantido o projeto de lei do Supremo Tribunal Federal (STF), que previa reposição, em seis parcelas. A proposta foi aprovada pela Câmara dos Deputados, mas vetada em 22 de julho. A derrubada do veto exige apoio de pelo menos 41 senadores e 257 deputados federais.

Em contrapartida ao veto, o Supremo enviou uma proposta de até 41,47% de reposição, em oito parcelas, até julho de 2019, e em consenso com o governo federal. Segundo os servidores, porém, esse índice não recupera as perdas no período em que os salários não tiveram reajuste.