Lions Universitário: Caixas descartáveis de leite modificam residências de famílias carentes

0
108

Projeto “Brasil sem Frestas” transforma caixas de leite em placas de revestimento

A solidariedade de pessoas que estão dispostas a modificar o mundo para melhor, como uma iniciativa criada por Maria Luiza Comazzetto, em Passo Fundo, que já se constituiu no projeto “Brasil sem Frestas”, mudou radicalmente a vida de uma família no último sábado (1º), no Bairro José Garibalde Machado (Indubras), em Santo Ângelo. Isso graças a uma parceria de integrantes do Lions Universitário de Santo Ângelo, tendo à frente a odontóloga Rosicler Moreira e a ruralista Isabel Cristina Câmera, a Mana.

Utilizando embalagens descartáveis de leite, são criadas placas, as quais são usadas para serem colocadas nas paredes e vedar todas as frestas que existam em residências de famílias carentes, deixando-as inteiramente vedadas, preservando do frio no inverno e do forte calor no verão.

DONA MARGARIDA
“O projeto piloto em Santo Ângelo realizamos sábado na residência de dona Margarida Peres, uma senhora que possui seis filhos e mora com três em uma casa com piso de chão batido, no Bairro Indubras”, informou ao Jornal das Missões Rosicler Moreira.

O laborioso trabalho de leões e domadoras colocou as placas de revestimento, evitando chuva, insetos e outros problemas, funcionando como excelente isolante térmico.

Integrantes do Lions Universitário darão continuidade ao trabalho em outros pontos da cidade, porém necessitam de parcerias para coletar as embalagens de leite, transformá-las em placas e armazená-las, informa Mana Câmera.

O projeto elaborado em Passo Fundo já ganhou prêmio internacional e já está sendo implantado em outros municípios, como Santa Maria, Cachoeira do Sul, São Sepé, Rio Pardo e São Joaquim (SC), além de Passo Fundo e Santo Ângelo.