Lojistas apostam em aumento de vendas no período de Natal

0
91

Apesar da crise, expectativa do comércio local é positiva com horário estendido nesta época

 O horário diferenciado de Natal, estabelecido através de convenção coletiva de trabalho firmado entre Sindicato dos Empregados no Comércio de Santo Ângelo e Sindicato do Comércio Varejista de Santo Ângelo, promete aquecer as vendas no município. Através do acordo, o público terá horário diferenciado para aproveitar as opções do comércio santo-angelense e o que se espera é o fortalecimento do comércio local. 

Neste ano, serão duas semanas de horário estendido no comércio local, iniciando na próxima semana. Entre os dias 12 a 16 de dezembro, os estabelecimentos comerciais funcionarão das 9h às 20h. Do dia 19 a 23 de dezembro o comércio funcionará das 9h às 22h. No domingo (18 de dezembro), o funcionamento dos estabelecimentos será facultativo, e para aquelas que optarem pelo funcionamento, o horário será das 18h às 20h. Na véspera de Natal (24), o comércio funcionará das 9h às 16h e no dia 31 de dezembro, o funcionamento será das 8h às 14h. 
Em geral, para os empresários entrevistados pelo Jornal das Missões, a expectativa é positiva no comércio e o que se espera é um aumento das vendas no período, apesar de um ano difícil em termos de crise econômica e parcelamento de salários. Conforme o proprietário da Center Modas, Sérgio Bohrz, a expectativa para a época de Natal, é que haja uma pequena recuperação nas vendas, a exemplo do que ocorreu nos meses de outubro e novembro deste ano. “Esperamos uma pequena recuperação, ainda que não tenha motivos para festejar tanto, mas algum aumento, o que se vê é um clima de otimismo”, ressalta, complementando que 2015 foi um ano de resultados negativos, como um dos piores na série histórica. Para reforçar as vendas, o empresário lembra que na época terá promoções de descontos e formas de pagamento diferenciados, “teremos alternativas interessantes, que estimulem os clientes. O cliente perceberá que a loja terá opções mais ‘leves’ para este Natal”, reforça. Visando alto moimento da época,  Bohrz também optou pela contratação temporária. 
Daiane Palma, gerente da D’Pelle, salienta que a expectativa de venda sempre aumenta no período  de Natal e quando questionada sobre os efeitos da tão falada crise no comércio, comenta que não há o que reclamar. “Não estamos sentindo a crise”, afirma.
Para Cláudia Calegaro, proprietária da loja Cláudia Modas, os efeitos da crise econômica são fatores que a fazem acreditar que a expectativa para as vendas no Natal não são tão positivas, “além da crise, ainda existem aqueles trabalhadores que não estão recebendo”, lembra. Para driblar as adversidades, Cláudia destaca que aderiu à campanha do Sindilojas Missões “Um Sonho de Natal”, e está oferecendo descontos à vista. 
A campanha do Sindilojas visa atuar como mais um incentivo para o comércio local, através da distribuição de prêmios para os consumidores e vendedores. Até 24 de dezembro, nas compras de mercadorias ou serviços acima de R$ 50,00 o consumidor ganha um cupom e concorre a dois vales compras de R$1.000,00; dois vales compras de R$ 500,00 e, ainda, uma TV Smart Wifi 48 polegadas, e cada vendedor que realizar a venda dos contemplados ganhará um vale compras de R$ 300,00. O sorteio será realizado dia 27 de dezembro, às 18h, na sede da entidade.
Segundo o proprietário das Óticas Elo, de Santo Ângelo, Vélcio Odilon De Ley, a perspectiva é de que o movimento melhore com o horário estendido de Natal, “pois muitas pessoas que estão envolvidas com o próprio comércio podem aproveitar esse tempo maior para realizar as compras. Além disso, a estação é boa, com grande movimento nas ruas gerado até mesmo por este espírito natalino, quando as pessoas se agrupam e passeiam, o que possibilita que vejam as novidades e as opções do comércio”. O empresário ressalta ainda que o período também é próspero para reforçar as promoções, quando as pessoas saem buscando diferenciais em preços e condições, “nesta época, estamos com novidades e promoções em relógios e óculos de sol, além da participação na campanha do Sindilojas, que propicia que os clientes sejam premiados através de suas compras”. Tendo em vista a grande movimentação da época e para suprir os horários e escalas, atendendo as especificações do acordo para o horário de Natal, o comerciante também optou pela contratação temporária. 
A gerente da Óptica Sehn, Tanize Sommavilla, espera que o período de vendas de Natal seja um momento de reação do comércio, tendo em vista o ano difícil para  a área. “Esperamos boas vendas e que o horário colabore, apesar de ser um ano  difícil. Sabemos que além da agricultura, o que movimenta a economia também são os trabalhadores do setor público, que estão sofrendo com o parcelamento  dos salários. Já temos visto um aumento de pessoas nas ruas e a expectativa é que isso se reflita na reação do comércio”, ressalta, complementando  que também fez contratação temporário visando o aumento da movimentação no período de Natal. Além da participação na campanha “Um Sonho de Natal”, a óptica está com promoções de sorteio de prêmios da própria loja. 
“Justamente nestes tempos de dificuldades, a campanha vem para aproximar entidades, funcionários e consumidores e através da união, valorizar mais o comércio local, que é o que gera emprego e faz a economia girar na nossa comunidade. Através do espírito da união somos mais”, destaca o presidente do Sindilojas, Gilberto Aiolfi, complementando que nos municípios da área de abrangência da entidade,  a maior parte da economia local é representada pelo comércio de varejo. Segundo Aiolfi, o setor é o que gera maior número de empregos na região e que consequentemente se reflete no Produto Interno Bruto (PIB). O presidente do Sildilojas ressalta que mais de 70  empresas do município estão participando da campanha. Os empresários interessados ainda podem aderir à iniciativa entrando em contato com a entidade (telefone 3312-2116 ou no e-mail [email protected]). Em Conforme dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo,  em Santo Ângelo existem 9. 106 empresas ativas, destas, 8.652 são Micro e Pequenas Empresas ativas, representando 95% do total de empresas no município.