Lucas Lima pretende priorizar as questões sociais em seu mandato como vereador

0
110

Esta é a terceira entrevista da série com os cinco candidatos mais votados Com 1.542 votos, o candidato do PMDB, Lucas Lima, é o terceiro candidato a vereador mais votado nas Eleições 2016, em Santo Ângelo, e o convidado desta edição para a série de entrevistas com os cinco candidatos mais votados no município. 
Lucas é psicólogo, funcionário do Banco do Brasil há mais de cinco anos e estudante do curso de Direito da URI Santo Ângelo. 
Seus objetivos como vereador, a partir de 2017, são priorizar questões sociais do município. Nesta entrevista será visto um pouco de sua história com a política, suas propostas e expectativas para seu mandato como vereador de 2017 a 2020.

POLÍTICA DE BERÇO
O futuro vereador de 32 anos é envolvido com a política desde o início de sua vida, pois quando nasceu, seu pai José Lima Gonçalves, que foi candidato ao cargo de prefeito de Santo Ângelo nas Eleições 2016, era o presidente da Câmara de Vereadores da cidade. 
Aos 16 anos, por escolha própria, Lucas começou a militância partidária através de sua filiação no partido PMDB.
“Quando estudante do curso de Psicologia, fui o primeiro presidente do Diretório Acadêmico. No decorrer da graduação, tive a oportunidade de me engajar em diversos projetos sociais como AABB Comunidade, com o Movimento das Mulheres Trabalhadoras Urbanas (MMTU) e na elaboração e implementação do Centro Missioneiro de Equoterapia Santo Ângelo Custódio”, declarou o futuro vereador.
Também em 2011, Lucas foi o conselheiro tutelar mais votado de Santo Ângelo e atualmente é o vice-presidente do PMDB do município.
 
A VITÓRIA
Em relação ao resultado da eleição, Lucas acredita que não se ganha ou se perde nada sozinho. 
“Acredito que essa conquista foi alcançada devido a dois fatores: primeiro, pela história de vida pública de mais de 40 anos que meu pai construiu, tendo como princípios norteadores de suas ações, a honestidade e a transparência. Cabe lembrar que seus mandatos foram repletos de realizações concretas, tendo sido reconhecido pela população que o tornou o primeiro prefeito reeleito na história de Santo Ângelo. O segundo fator, se deve a uma candidatura modesta, ou seja, sem comitê próprio, sem adesivos, sem cabos eleitorais pagos, sem estrutura financeira, mas construída por muitas mãos e corações de familiares, amigos e muitas pessoas que acreditam que ainda é possível fazer uma política sincera, limpa, transparente e com um coração que tem como objetivo principal ajudar a melhorar a vida das pessoas”, afirmou Lucas sobre a sua terceira colocação entre os vereadores mais votados em Santo Ângelo.
 
PROPOSTAS
Lucas Lima pretende priorizar seu mandato em questões sociais, pois, segundo ele, já possui experiência na área dos projetos sociais, além de um apreço especial pela causa.
Em seu mandato, pretende gerar a oportunidades para que os adolescentes e jovens possam ter uma melhor perspectiva de vida. Na saúde pública, que segundo Lucas, configura-se caótica no município, ele pretende auxiliar nos projetos. 
O futuro vereador também almeja contribuir para o desenvolvimento e conscientização do cuidado necessário no que se refere aos animais de pequeno e grande porte, lutando pela criação do Departamento de Proteção Animal dentro da Secretaria de Meio Ambiente. E por último, pretende lutar também pelo desenvolvimento econômico do município, buscando apoio e incentivos para as empresas locais.
“Acredito que o vereador não é simplesmente para o ‘tapa buracos’ ou ‘a troca de lâmpadas’, ao desempenhar esta função pública é necessário, além de fiscalizar o executivo, haver empenho na criação de leis que visam refletir e pensar a cidade em sua completude”, declarou Lucas sobre seu mandato.